"FÉNIX"

CARMO VASCONCELOS

ETERNIZANDO O EFÉMERO

POESIA  CLÁSSICA

pág. 1 de 12 págs

 

ÍNDICE

Pág 2 Pág 3 Pág 4 Pág 5
A ESPÉCIE ELEITA A MINHA TERRA AS POMBAS DIÁLOGOS
A ESPERANÇA A PAZ DO POETA CARAVELA DIVAGAÇÕES
A MALDIÇÃO ACÇÃO DE GRAÇAS “CARNE VALE” DIVERGE, MINHA PENA!
A METAMORFOSE AMIGOS CONSONÂNCIA DO PAGADOR DE PROMESSAS…
A MINHA ROSA ARQUIVO DE NARCISO... A NARCISISTA ELOS, CADEIAS, FEITIÇOS...

Pág 6 Pág 7 Pág 8 Pág 9
ETERNIZANDO O EFÉMERO FOGO PRESO MEU AMOR É PESCADOR O PEQUENO CAÇADOR
FADO, GUITARRA E SEVERA IMITAÇÃO DE CRISTO MINHA SAUDADE ORAÇÃO À VIRGEM
FARRAPOS INUTILMENTE... NÃO ME PEÇAS VERSOS PALHAÇOS
FERVE AO POETA... INVERNIA NOSTALGIAS POEMAS EM TEMPO DE GUERRA
FLORES E CITRINOS LIBERTAÇÃO NOVAS DANÇAS POESIA – BRUXA OU FADA?

 

Pág 10 Pág 11 Pág 12
POETA, PÁSSARO, MENINO SER FORTE TROVAS DA NOITE
PONTOS DE VIDA SER POETA... VAI, MINHA PENA!
RUGAS SO-LA-RI-E-DA-DE VENTO SUDESTE
SE EU MORRESSE AMANHÃ... TÂNTALOS VERSOS INTEMPORAIS
SEMÁFORO DO AMOR TEMPOS DOURADOS VOZES DO MAL

 

 

Livro de Visitas

 

PARA PÁG. SEGUINTE