COLECTÂNEA LITERÁRIA

 

CRÓNICAS

 

 

Ary Franco

 

 

Richard S Johnson

 

RELATIVIDADE DA FELICIDADE
Ary Franco (O Poeta Descalço)


Parei para pensar e concluí que a Felicidade está condicionada à realização de nossos sonhos ou satisfações. Então repito um dos pensamentos de minha vã filosofia: “Para alcançar tua felicidade mais facilmente, diminuas teus anseios e ambições.”

EXEMPLIFICANDO:

Uma pessoa pode encontrar sua felicidade quando o tempo bom lhe faculta ir à tardinha até a pracinha e jogar cartas ou xadrez com seus colegas e amigos etários.
Outra sente-se infeliz quando as condições climáticas não lhe permitem levantar vôo com seu helicóptero para passar o fim de semana em sua ilha particular.
Um sente-se infeliz e preocupado quando a sua piscina de água climatizada deixa de funcionar a contento, com indesejável temperatura abaixo da ideal.
Outro sente-se feliz por conseguir manter sua conta de luz paga regularmente e poder tomar seu banho quente nos dias frios do inverno.
Um investidor sente-se infeliz quando a bolsa de valores sobe apenas l.2 e suas ações “só” rendem naquele dia pouco mais de duzentos mil reais, quando ele esperava uns quinhentos mil, no mínimo.
O operário trabalhador vibra de felicidade por ter acertado no “jogo do bicho” e ganhado a quantia de mil e duzentos reais.
Uma pessoa pode sentir-se infeliz quando, sozinha em sua mansão, sofre abraçado pela solidão, sem ter com quem dividir seus planos quiméricos.
Outra vive feliz amando e sendo amado pela esposa e seus filhos, num pobre barracão de zinco, satisfeito com o que tem, com o que Deus lhe deu!
Uma pessoa sovina se isola do mundo com receio de alguém pedir-lhe algo e é um eterno infeliz, aboletado sobre o dinheiro acumulado. Não vive; escravo da mesquinhez!
Outra, vivencia eterna felicidade em poder ajudar o próximo, mesmo sem ter acúmulos financeiros para se preocupar em preservá-los.
Uma pessoa atéia renega sua má sorte e não entende o porquê da sua constante infelicidade, não satisfazendo suas ambições, sem ter a quem suplicar ajuda numa oração. Sua felicidade jamais é alcançada, perenemente desamparado.
Por sua vez, o fiel religioso, é feliz pois encontra explicação até para uma eventual expiação, na divina palavra de Deus.
Um lamenta que seu iate passa a maior parte do tempo no estaleiro com defeitos mecânicos e ar condicionado deficiente nos dormitórios. Desentende-se constantemente com a tripulação a respeito de salários.
Outro, um humilde pescador, vibra de felicidade com suas novas canoa e rede de pescar que vão garantir-lhe melhores pescarias, para sustento de sua família.
Encerrando, tento dizer que a Felicidade não está nas grandes coisas inalcançáveis mas nas pequenas coisas ao nosso alcance. Diminua a intensidade de seus quereres e sede feliz com o que tens, ao invés de passar a vida almejando!
Procura a felicidade dentro de ti!
Seja feliz com pouco ou infeliz sem muito!
Felicidade não se compra e não se vende, mas você poderá dá-la agraciando seu semelhante e satisfazendo a si próprio!

Ary Franco (O Poeta Descalço)

índice

(clique no nº de: "Pág."  ou na: "")

Pág. 2 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 5
A CONTROVERTIDA RAÇA HUMANA COMO CONHECI DOLORES DEVANEIOS NATALINOS EU CONSEGUI!!!
A IMPORTÂNCIA DE UM ABRAÇO COMO NÃO ENVELHECER! DO ÚTERO, A CAMINHO DO TÚMULO FARRAPO HUMANO
A MORADA DE DEUS CRÍTICAS E O CIRCO CHEGOU (PARTE I) FELIZ NATAL, "SEU JAYME"
A ROTINA DA VIDA CRUEL PAIXÃO! E O CIRCO VOLTOU (PARTE II) FRAGMENTOS DE MIM
ADORO NOVELAS DE VOLTA À INFÂNCIA E UM SORRISO SE FEZ... FRENTE E VERSO

Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 9
HOMOFOBIA MORTE NO ASFALTO O QUE ESPERO PARA O ANO NOVO QUEREM QUE EU DESAPAREÇA!
“IN MEMORIAN” DE MEU PAI MUNDO ACABADO O TAMANHO DE UM CORAÇÃO RECORDAÇÕES SAUDOSISTAS
MENTIRAS NUMA TARDE DE SOL “PAPO” PARA IDOSOS REGRESSÃO
MEU PORTO, MEU DESTINO O CASARÃO POETA PRECOCE REPÚDIO
MINHA SESTA BÁSICA O CATADOR DE “LATRINHAS” PRA QUE? SOLIDARIEDADE X INTOLERÂNCIA

Pág. 10
TRAGÉDIA EM SANTA MARIA
TRISTE RETORNO
VAZIOS
VELHO!!!