FÉNIX

 

LOGOS Nº 13

MARÇO 2015

 

 

 
 

Rosane Bastos

 

É EU SONHEI COM UM CÉU AZUL...
Rosane Bastos


E de tudo o que eu vivenciei,
emocionei-me com a gratidão.
Que delicada e singular
é esta palavrinha de se usar..
Tu já pensaste
na sua total profundidade
e o quanto pode ser ímpar a pronúncia?

E desta forma que eu identifico
um ser humano
com qualidades e defeitos,
pois ainda não atingimos a perfeição;
porém, devo salientar
o quanto é prioritário caminhar
por entre o azul do céu
e perceber a magnitude
de uma estrela dentro de um mar
denominado constelação.
E que se nos esforçarmos,
poderemos atingir o ápice da luz..
Busco compreender
com os olhos da alma e do espírito
que regem e reluzem,
dentro do meu ser,
e é implacável o domínio
de ser luz...
Sentimentos reais e verdadeiros
são voos além da matéria
e o efêmero, felizmente,
torna-se um aprendizado
para uma possível maturidade
da matéria, onde o espírito renasce
e produz luz..
Nossa busca é eterna,
se tivermos consciência do bem comum.
Voe, mas também caminhe, na terra,
com os pés no chão, imbuídos
do amor universal

Rosane Bastos
Porto Alegre - Brasil

 

 
 

Rose Arouck

 

CANTIGA PARA NINAR MEU AMOR
Rose Arouck


Dorme meu amor, sonha-me e sente-me,
Como o sol das esperanças que prometem
Derreter o gelo proveniente
Das ilusões que sutis se desvanecem.

Fecha os olhos para o ápice da loucura,
Que trepidam em um mundo de sadismo.
Voa leve nos braços da ternura,
A balançar-te sob o vento do otimismo.

Enxerga a vida além, de onde o sol se põe;
Toca com os dedos o brilho que dilata,
Convertendo as estrelas em corrimões,
Corre livre pela luz da via-láctea.

Sobe ao cume da pretensa força certeira,
Que como um elmo de aço vai envolver-te
Passando-te pela porta alvissareira
Com a benesse dos Anjos a proteger-te.

Agora dorme meu amor, bem aquecido,
Não esqueças que ao despertar estarei aqui.
Um novo fluxo será ao teu peito ungido
E para a vida teu lindo rosto há de sorrir.

Rose Arouk
Cantagalo - RJ - Brasil

 

 
 

Rosélia Martins

 

HOJE ACONTECEU POESIA
Rosélia Martins


Neste pálido dia de inverno frio
Sol escondido no horizonte
Sentei-me no meu assento de sonho
peguei na folha de pensar
Escrevi, escrevi pensando
em como é bom deixar
a alma livremente planar.
Semicerrei os olhos deslumbrada
neste encantamento de ser
E já quase noite fechada
Ainda continuava a escrever.
Entro no êxtase do meu pensar
atravesso ondas de maresia
sorvo aquela aragem fresca
que me envolveu todo o dia
Vislumbro vidas nas estrelas
amores vividos ao entardecer
braços esgueirados às janelas.

Ah começava a escurecer.
Então fechei meu livro de sonho
pousei a caneta do pensar
mergulhei dentro do meu ser
e continuei assim enlevada
no meu eterno poetar.

Rosélia M G Martins
Póvoa de Sto Adrão – Portugal

 

 
 

Rosinha Bonette

 

POEMACRÓSTICO
Rosinha Bonette


Respeito ao próximo sempre foi meu lema.
O gosto e a paixão pela poesia vem da alma.
Sorrir é meu cartão postal... Sorriso verdadeiro.
Isto me faz uma pessoa feliz e radiante.
Não sou mais que ninguém, sou eu mesma.
Humana, alegre, dedicada, responsável.
As vezes choro como forma de desabafo, mas tenho sonhos.

Bom seria se pudesse voar como os passaros.
Ouvindo o som do vento, tocando meu rosto.
Nossa! Seria maravilhoso, por alguns instantes sentir-se livre.
E estar próximo das nuvens, branca como neve.
Talvez tudo isso seja pura imaginação ou loucura.
Talvez não... Hoje posso dizer...
Eu sou realmente uma sonhadora feliz.

Rosinha Bonette
Itatiba - Brasil

 

 
 

Rozelene Furtado de Lima

 

SÓ MAIS UMA VEZ
Rozelene Furtado de Lima


Prefiro ouvir a voz dos passarinhos
Embora eu não entenda as promessas
Sei que são palavras de amor e carinho
Usam o canto mavioso trinado sem pressa

Prefiro ouvir a voz sopradora do vento
Chega aos meus ouvidos em tom sibilante
É som marcado, corrido de secreto alento
Ele segreda avisos de proteção constante

Não quero escutar suas mentiras de amor
Sua voz macia, suave, doce e sedutora.
Apaixonada me entregava ao mel e ao calor
Dos ecoantes beijos em boca enganadora

Quero limpar da minha triste memória
O tempo que vivemos no mesmo caminhar
Desfrutei do seu amor, temos uma história
Nunca pensei que um dia ia querer olvidar

Vai, segue em busca de nova paixão
Com outro amor, aproveita sua vida
Continua com suas falsidades e ilusão
Deixa pelo seu caminho magoadas feridas

Realiza meu último desejo de insensatez
Quero uma grande e alucinante despedida.
Engana ao meu coração só mais uma vez
Quero esquecer não quero ser esquecida

Rozelene Furtado de Lima
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil
www.rozelenefurtadodelima.com.br

 

 

 

Livro de Visitas