FÉNIX

 

LOGOS Nº 13

MARÇO 2015

 

 

 
 

Antonio Paiva Rodrigues

 

A VIDA DE JESUS NA VISÃO DE TEÓLOGOS
Antonio Paiva Rodrigues


“Não recebeste as vantagens que pediste. Não reténs a afeição que sonhaste. Perdeste provisoriamente as tuas possibilidades de promoção. A pessoa, cuja companhia mais desejavas, desapareceu de teus olhos. Não te revoltes. Espera e serve. O tempo te falará com tudo isso te fez feliz”.(Emmanuel).


Quando se fala na vida do Mestre, um frenesi percorre a nossa mente em busca de inspiração para expormos algo, do que, aprendemos sobre a sua vida no orbe terrestre, através das religiões que praticamos. Só que, os teólogos, os religiosos, procuram ficar somente na parte literal, esquecendo ou escondendo nuances, que só aprenderemos através dos exegetas e de pesquisas profundas, feitas com amor e dedicação.

Esconder para que? A vida de Jesus é contada de diversas maneiras, se assim ou assado não interessa; o que vale são os preciosos ensinamentos que ele nos deixou e que muita gente não os seguem, por ignorância, preguiça ou falta de fé. Vem de longa data a controvérsia sobre a vida de Jesus. Certas religiões o consideram Homem-Deus ou mensageiro do alto. Outras o julgam, filosofo ou líder de massa e dominador de multidões, um homem de gênio, um homem prodigioso, um revolucionário e a até quem o julgue como o pior dos anarquistas (Aníbal Vaz de Melo).
O teólogo francês Alfred Loisy, o classifica de um camponês medíocre. Eu, não chegaria a tanto. Digo que, sigo seus ensinamentos, o considero Meu Irmão Maior, amigo de todas as horas e o único Espírito Puro que pisou a face da terra. Além, dessas aberrações teológicas, existem aqueles, espíritos inferiores que negam a sua existência, o filosofo alemão Arthur Drews, escreveu, um livro, cujo título é “O Mito de Cristo” e J. Brandes em sua catilinária, afirma que Cristo nunca existiu. Agnósticos com certeza.
Uma vez elaborei uma matéria contando a vida de Jesus dos 13 aos 30 anos, só que alguns companheiros julgaram e disseram, que eu, estava cometendo uma heresia. Julgar por julgar, nada vale. No Novo Testamento, a vida do Mestre sofre um hiato entre sua infância e a maturidade, dos 13 aos 30 anos, como citei anteriormente.
A Bíblia não esclarece nada a respeito desse período, e os nossos irmãos de crenças acreditam que ele esteve trabalhando com seu Pai José. Alguns estudiosos dizem que quando Jesus estava com catorze anos seu pai desencarnara e acrescentam: Tomou para si, a pesada tarefa do filho primogênito, qual a de sustentar a família. Há quem afirme que Jesus levou uma vida de pobre, Daniel Rops, ajudava sua mãe nas tarefas diárias.
Vale ressaltar que a profissão de carpinteiro, não era executada por pessoas tão humildes assim como nos dias de hoje, a de pescador também, que era a de Pedro seu discípulo, a maioria desses pescadores possuíam muitas embarcações e não simples jangadas. “Os galileus eram pessoas honradas, menos formalistas, que os povos da Judéia, corações simples, um pouco rudes. Jesus tomou deles sua linguagem, seus costumes e muitas imagens de suas palavras”.
Não é esta minha opinião, Jesus como espírito puro, buscava conhecimentos e por isso sua ausência e tão decantada em prosa e versos. Ernesto Renan talvez seja o estudioso mais sensato, quando fala da vida de Jesus de Nazaré. Nesta cidade veio a sua primeira glória, se foi carpinteiro ou não, é menos importante, a sua vida mística que muitos condenam existe um ar de veracidade, condenar o misticismo para que: João Evangelista era místico e até o nosso grande Bezerra de Menezes também.
Para quem quer estudar mais amiúde o Dr. Francisco Klors Werneck, conta com detalhes à vida do Cristo e o que ele fez na sua ausência. Falar também que Jesus aprendeu e pertencia a seita dos essênios para muitos é uma aberração, o problema é que nós seres humanos não somos donos da verdade. O que acontece a mais de dois mil anos atrás se dissolveu no tempo, acho até que apesar destes percalços existe uma biblioteca extensa a disposição dos estudiosos.
Jesus era conhecido também como o Santo Issa, de acordo com os escritos tibetanos, tendo vivido entre os brâmanes e budistas. José de Arimatéia teria viajado com Jesus e chegado até o estreito de Gibraltar onde lá construíram um templo, que existe até os dias de hoje. Aprendeu falar através de parábolas com os budistas e com os indianos, levitação.
O que muita gente não aceita é que Jesus tenha sido professor; em Benares estudou ética, física, gramática, matemática e outras disciplinas. Esteve também no Egito, estudou no Oriente com os seus discípulos; Eduardo Schuré disse o que Jesus queria saber só, os Essênios podiam ensinar. Não sou quem afirmo; Annie Besant outro estudioso diz que Jesus aos dezenove anos entrou para o mosteiro essênio das proximidades do Monte Serbal.
Até os muçulmanos acreditam que Jesus morreu em Kashmyr, na Índia. Como citei antes Jesus esteve na Inglaterra com José de Arimatéia, fato citado pelo Sr. André Cehesse. E ainda existe a polêmica dos manuscritos do Mar Morto, aprofundando cada vez mais o mistério, do maior símbolo da humanidade de todos os tempos. São mistérios que não devemos discordar e sim tomar ciência da personalidade de Jesus, pois seu mistério vai ao infinito como afirma nosso irmão Aureliano Alves Neto.
A sinagoga era o centro da vida religiosa, a casa onde se ouvia a palavra de deus e onde se rezava. Em uma antiga inscrição numa sinagoga, lê-se que a casa fora construída “para a leitura da Lei e para o ensinamento dos preceitos”. Segundo a tradição, só podia ser usada para a leitura da Lei escrita (a Torá), para transmissão da leitura oral (as tradições e interpretações efetuadas pelos rabinos) para pesquisa e para o desenvolvimento da Lei e sua aplicação na vida prática. A sinagoga constitui ainda o centro da vida cultural de Israel.
A tentativa de reconstruir o mundo cultural de Nazaré e de Jesus segue, assim, um caminho que nos leva à sinagoga e se perguntássemos o que lia Jesus, a resposta seria: “o que lia na sinagoga”. Se Jesus conheceu e manuseou escritos, estes foram, sem dúvida, os textos das sinagogas: a Torá, os Profetas, os Salmos, as traduções em aramaico dos livros sagrados, as diversas orações.
Não me cabe julgar, e sim repassar aquilo que aprendi através de pesquisas e estudos, já os que procedem ao contrário nada vão acrescentar aos seus alfarrábios intelectuais. Consagração de Jesus. Sobre a referida obra no número 28 de outubro de 1938, da citada revista inglesa, os seguintes comentários feitos pelo senhor F.C. Wentworth: há um considerável número de livros tratando do pouco conhecido período da vida de Jesus, que vai dos 13 aos 30 anos.
Que sucedeu durante aquele tempo para transformá-lo de um menino inteligente em um mestre cujos ensinos deviam influenciar civilizações? Registros daquele lapso de tempo praticamente não existem. Informações tivemos de que em templos da índia e mosteiros do Tibet há documentos que tratam da iniciação de alguém chamado Jesus. O Dr. Franz Hartman escreveu uma obra intitulada "VIDA DE JEHOSHUA", segundo a qual Jesus seria filho espúrio de um legendário romana=o chamado de Pandira e de Maria, ainda não casada com José , e que seu nome era Jesus ben-Pandira.

Antonio Paiva Rodrigues
Fortaleza - Ceará - Brasil

 

 
 

Aparecida Eliane dos Santos Silva

 

A ESPERA DA FELICIDADE
Aparecida Eliane dos Santos Silva


Mário era professor de instrumentos musicais. Ele tinha Sônia como aluna. Ela era muito aplicada, amava os ritmos musicais, entregava-se totalmente ao som das cordas de seu instrumento e nem percebia quem estava a sua volta.
Ela namorava Gustavo que vivia no mundo da lua. Seu corpo gostava da companhia de Sônia, mas seus pensamentos estavam a voar em busca de arranjar uma forma de abordar sua vizinha Carmem, pois há muito tempo seu coração batia mais forte, toda vez que ela chegava a casa.
Carmem também era professora de línguas estrangeiras. Ela trabalhava na mesma escola de Mario e sentia uma grande admiração por ele, mas o relacionamento deles era apenas de bons colegas.
Um dia, Sônia percebeu que Gustavo estava cada vez mais distante e resolveu ter uma conversa com ele, sem resultado, pois sua timidez não deixava que ele falasse de seus sentimentos. Ela ficava aborrecida, triste, e na aula de música, ao embalo das notas, extravasava seus sentimentos.
Mário ficava enternecido com as emoções de sua aluna. Sentia vontade de consolá-la, chegar mais próximo dela, mas como professor devia manter-se a distância, pois seu papel era de dar instruções e mediar o conhecimento.
No entanto, percebeu que algo não estava bem com ela, em outro momento, sem saber quando, poderia falar se seus sentimentos, já que tinha algo em comum, a música. Isso, para ele, já era uma possibilidade de expressão de sentimentos, esperando que nas voltas que a vida daria, houvesse possibilidade de o encontro acontecer, unindo seus destinos.
Então, alguns seriam felizes... Era a vida, seria a felicidade.

Aparecida Eliane dos Santos Silva
Restinga Seca - RS - Brasil

 

 
 

Arnaldo Leodegário Pereira

 

BOM DIA MULHER!...
Arnaldo Leodegário Pereira


-Bom dia para você Mulher!..
-Erga a cabeça!... Hoje é seu dia...
-Comece o dia com um belo café da manhã... Com seu esposo,... Com os filhos ou mesmo só!..
-Bom dia! Seja feliz!... Erga a cabeça! Olhe para o alto!...
-Bom dia Mulher! Sinta a brisa da manhã em seu rosto!
-Aceite meus parabéns, hoje é seu dia!
-Veja-se no espelho! ... Ponha sua melhor roupa!
-Faça seu melhor penteado... Faça uma maquiagem!
-Retoque o batom... Sinta-se livre!... Se quiser pode cantar... Dançar, Sorrir!
-Hoje?... Seja menina, mulher... amante!... Seja hoje a cinderela!... Sim!!! ... aquela dos contos de fadas... Ou melhor! Viva um conto real... ou pelo menos faça este conto real , nem que seja só no seu dia!!!
-Jogue fora as tristezas,... mágoas,... Hoje é seu dia,... Lembra?... Esqueça as mazelas,... Seja hoje esposa,... noiva!... Sinta novamente a brisa tocar em seu rosto!... Esqueça os atropelos do dia-a-dia,.. Esqueça a opressão e a violência!... Viva esse momento!... Tire folga dos compromissos sérios,... Deixe-e levar pela fantasia! Faça-se feliz no dia de hoje,... Viva você!!! Viva seu dia!!!
-Hoje você tem uma sinfonia de pássaros a cantar só para você.... O sol hoje brilha só para você e por você!... Há um coro de anjos também,..
-Boa tarde Mulher!!!
-Seu dia já está pela metade,... Guerreira incansável... Já venceu as batalhas de metade do dia... ainda estás formosa, pronta para mais outra jornada...
-Tal qual abelha laboriosa fez de tudo em prol da prole e do esposo, dedicando com amor seu trabalho, renunciando a si própria, abrindo mão do seu próprio bem estar. Espalhou seu perfume, sua essência e delicadeza. Cumpriste essa missão sagrada de ser mãe, esposa, cidadã, pessoa e ser humano.
-És mensageira da paz e do amor!
-Boa noite Mulher!....
-Tivestes um dia cansativo, uma jornada estafante... Depois de um banho recompõe-te as energias,... És esposa dedicada,... Pronta para o amor,.. amor de mãe,.. ou Amor de Mulher amante,.. Neste dia que passou deste a maior contribuição para um mundo melhor!...
-És ainda a Rainha,.. Rainha do lar,.. Mãe amorosa, ou Executiva de uma grande empresa. Emprestastes ao mundo seu Amor , carinho, beleza,..
-És a Deusa da criação! Teceste um ninho de amor,... Desde a humilde camponesa ou a gari, à empresária importante.
-O mundo reconhece seu valor. O dia da Mulher foi instituído quando o anjo anunciou a Maria que ela seria mãe do nosso Salvador...

Este texto encontra-se registrado no Escritório de Direitos Autorais sob o nº 618-350 Livro 1-186 Folha 234. Em 14/10/2013 RJ.

Arnaldo Leodegário Pereira
Campo Grande - Brasil

 

 

 

Livro de Visitas