FÉNIX

 

LOGOS Nº 14

MAIO 2015

 

 

 
 

Xavier Mucuambi de Matos

 

INCERTEZAS
Xavier Mucuambi de Matos

 

 Talvez o amanhã não venha
Talvez não encontre o amor
Talvez não sofra mais a dor
Talvez a vida me desdenha

Talvez o sol não abrace a terra
Talvez o amor cesse a guerra
Talvez não encontre Belém
Talvez haja que subjaz no além

Talvez seja tarde para viver
Ou cedo para deixar de viver
Talvez seja o desespero

Talvez ainda me espero
Talvez minhas incertezas
Certas de que a vida é incerteza
Enquanto por entre nós ser

Talvez só são incertezas...
Talvez haja venturas
Talvez haja branduras
Em quantas agudezas

 

Xavier Mucuambi de Matos
Namibe - Angola

 

 

 
 

Yara Nazaré

 

PASSEIO DE LUA
Yara Nazaré

 

Ela estava lá quieta...
Uma lua linda e tão dourada
Que a luz que dela emanava
Alumiava meu caminhar.

Ousei e chamei-a baixinho
Pedi e ela a sorrir permitiu
Em uma das suas fases sentei
A lua linda meu desejo atendeu
E pelo Céu todo azulado
Feliz fez-me passear.
Entre estrelas tremeluzindo
Assisti ao desfile dos astros
Que quase se ofuscaram
Vendo-nos por ali passear
As luzes vindas de Mercúrio
Iluminaram mais o lugar.
Passamos ao lado de Vênus
Pequeno e tão próximo de nós
Marte vestida de vermelho intenso
Pronta como se fosse para saudar
Júpiter, o ímpar rei dos ares.
Avistei lá ao longe Saturno
Com seus brilhantes anéis
Que de longe podiam refletir
No verde metalizado de Urano.

Plutão silente e atento
Espiou-nos incrédulo a sorrir
Mas os ventos fortes de Netuno
Arremeteram-nos de volta à Terra
Sob os acordes da valsa suave
Que nos embalou pela atmosfera
Naquele lindo passeio lunar.
Oh! Era tudo um sonho...
E que delícia de sonho...
Que pena ter que acordar!

 

Yara Nazaré
Curitiba - Brasil

 

 

 
 

Zeferino Massingue (Muachigombana)

 

NÃO TENHO
Zeferino Massingue (Muachigombana)

 

Não tenho escolha
Nem cá, nem lá
Onde se vive
Mesmo aqui, mesmo ali
Ganha ou perde
A batalha é a mesma

Não tenho escolha
Peixe ou pão
Tudo come-se
Guerra ou paz
Cá suporta-se
Vida ou morte
A missão é a mesma

Não tenho escolha
Pobre ou rico
A exploração é a mesma
Ontem ou hoje
A África não muda
Estática ou dinâmica
Continua na mesma…

 

Zeferino Massingue (Muachigombana)
Inhambane - Moçambique


Faz parte dos Investigares do CEPKA. Tem participações em Antologias:Jóia Niassa, Metaforas do Ventre; Vozes do Hiterland; o Semeador e Horizontes. Correspondente do jornal cultural Piramide que circula em todos paises de lingua portuguesa.

 

 

 
 

ZzCouto

 

ALGO ESTÚPIDO!
ZzCouto

 

Não importam os queixumes,
muito menos os ressentimentos,
felizmente as cenas de ciúmes,
são males, reações de momentos.

Se um reclama, o outro repele,
coisinhas estúpidas, que o amor entende,
sentimos desejo de que um revele,
que o nosso amor obtende.

Um ao outro queremos amar,
para sempre vivermos unidos,
coisas boas vamos compartilhar,
nossos momentos bem vividos.

Uma centelha do nosso amor,
forma um clarão tão bonito,
em noite de lua cheia, esplendor,
focos de luz irradiando o infinito.

Na vida nos encontramos,
de mãos dadas criamos raízes,
como almas nos amamos,
hoje unidos, somos felizes.

 

ZzCouto
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
www.zezecoutoslides.com

 

 

 

 

Livro de Visitas

 

 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site