FÉNIX

 

LOGOS Nº 19

MARÇO - 2016

 

 

 

Pedro Pires Bessa

 

MEDO
Por Pedro Pires Bessa


O medo atualmente toma conta de nós nas mais variadas formas. No nosso cotidiano temos de estar sempre atentos. Um perigo constante são os motoristas embriagados, que matam e aleijam. Podemos ser assaltados em qualquer lugar e a qualquer hora. Os noticiários estão repletos diariamente sobre assaltos a residências, a pedestres, a todo tipo de vítimas, muitas vezes, além da perda dos bens materiais, trazendo até a morte.
Outrora se atribuía aos grandes centros a pecha de violência; nos dias atuais, lugarejos pequenos, fazendas e campo estão repletos de crimes de toda ordem, não se tem mais sossego em parte nenhuma; o medo se alastra pelas cidades e pelas roças.
O sagrado não está mais sendo respeitado, roubo em igrejas deixam hóstias consagradas espalhadas pelo chão para se levar os cálices; padres são roubados e assassinados. Até cemitérios têm sido alvo da bandidagem, onde túmulos são violados, nem a morte é mais venerada. Há uma corrupção generalizada; qualquer coisa que se compre, qualquer transação que se faça tem de ser tudo conferido, senão acabamos levando prejuízo. Agora o lema é: confiar sempre desconfiando.
Na vida pessoal há motivos e mais motivos para termos medo. Na política e na economia, situações repletas de mistificações, corrupções, bandalheiras de todo quilate estão nos colocando à beira do caos, um grande medo nos assedia.
O mosquito da dengue tem apavorado o mundo todo, é responsável por proliferação de doenças às vezes fatais, a mais terrível vem com o zika vírus, com a quase certeza de que faz gerar crianças com microcefalia. Essa praga tem-se espalhado numa velocidade colossal, em pouco tempo tornou-se epidemia mundial. Também o câncer e a AIDS continuam aterrorizando a humanidade; doenças erradicadas estão voltando, como a sífilis. As drogas são uma sombra negra a cobrir o mundo. Quanta miséria, quanta destruição, quantas mortes elas têm causado.
Nos nossos tempos é cada vez maior o número de extremistas de todo teor. Estão espalhados pelo universo, espalhando o medo, onde quer que se manifestem. Estamos assistindo uma das mais violentas guerras, na Síria, as destruições causadas são infinitas, os sofrimentos indescritíveis. Uma de suas consequências são os milhares de refugiados em busca da Europa. Quanta incerteza, quanto medo, quanta desolação!
O século XXI mostra grandes conquistas em vários campos, como na medicina e na comunicação. Mas não sanou de todo a fragilidade humana, que aparece, por exemplo, nos medos que continuam a nos afligir com furor.

Pedro Pires Bessa
Divinópolis – Brasil
www.pedropiresbessa.com.br  

 

 

Pettersen Filho

 

GUERRA & PAZ : A SÉRIA SITUAÇÃO NA SÍRIA...
Por Pettersen Filho, IWA


Originada nos “Ventos” Ocidentais que sopraram no Norte da África e Médio Oriente, há cerca de cinco anos atrás, soprados pelos Moinhos artificiais dos Serviços Secretos “tipo” Mossad, CIA e M16, que encontraram Solo Fértil na realidade causticante de Países tão diversos, como Tunisia, Egito Líbia e Síria, na tão propalada Primavera Árabe, a Guerra da Síria, ao contrário das “Revoluções” que varreram a Tunisia e Egito, para redundar em nada, uma vez restabelecido o “Status Quo”, em que velhas oligarquias retornaram ao Poder, e Líbia, quem sofreu Intervenção da própria OTAN, para aniquilar Kadafi, resultando numa Terra de Ninguém, propícia a radicação do Estado Islâmico, assim como no Iraque pós Intervenção Americana, encontrou, contudo, no Regime de Bashar Al Assad forte Resistência, muito embora completamente desgraçado o País, um de Regime Laico, ainda que de Maioria Populacional Muçulmana, dos mais Liberais do Médio Oriente, onde, efetivamente, a Primavera passou, mas Assad não caiu...
Finalmente, mais de Quatrocentos Mil Mortes depois, e outros Milhões de Refugiados, verdadeiro Contra-ataque do Oriente, que varreu o Ocidente, como resultante da Política Irresponsável das Grandes Potências do Ocidente na Região, reunidas na Europa, as Potências Ocidentais, acabam de pactuar uma frágil possibilidade de Paz no País, justamente agora, em que, com forte apoio da Força Aérea Rússia, e da Guarda Revolucionaria Iraniana, mas Hezbolah, os “Rebeldes”, aparentemente financiados, ou armados, por Arábia Saudita, Turquia, Europa, Israel e EUA, sofrem fortes reveses, uma vez completamente sitiada a Cidade de Alepo, foco da Resistência ao Regime, quando, somente agora, surgem na Europa, as conversações de Paz.
Fator preponderante, não só a Resistência de Assad, contra os Mercenários implantados pelo Ocidente, mas sim, a efetiva Vitória que ora se estabelece no Front, nos Campos de Batalha, através do forte apoio da Rússia, quem interveio no conflito, desde os seus primórdios, primeiramente de forma Política, negando a Assunção de Área de Exclusão por sobre a Síria, nem também tolerando a Intervenção Americana, chegando, mesmo, a negociar a Entrega do Arsenal Químico se Assad à ONU, nos últimos meses, agindo Militarmente no País, sai como a Grande Vitoriosa, não só da Guerra, como também, da possível Paz a ser, eventualmente, alcançada, num Mundo, ao contrário dos últimos cerca de 25 anos, desde a queda da União Soviética, não mais tendo como Potência Unilateral os EUA, obrigados a assentarem-se à Mesa com o seu Grande Rival, Putim, conversando de igual para igual, e não de forma submissa, como fazem com os EUA os Europeus..
Não que eu morra de saudades da URSS, mas, penso, como o Grande Dramaturgo, Nelson Rodrigues: “Toda Unanimidade é Burra !”
Então: Viva a Paz, viva Putim !!!

Antuérpio Pettersen Filho
Espírito Santo - Brasil
http://www.abdic.org.br

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC. 

 

 

 

Livro de Visitas

 

 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site