FÉNIX

 

 

LOGOS Nº 21

JULHO - 2016

 

 

 

Adélia de Lourdes Klaus Einsfeldt

 

 

NÁUFRAGO
Adélia de Lourdes Klaus Einsfeldt


Pela rua caminha
indiferente na madrugada
sem destino

na angústia da solidão
nem sente
a chuva que cai

cabelos escorridos

náufrago
à espera do acontecer
ao alvorecer.

Adélia de Lourdes Klaus Einsfeldt
Porto Alegre - RS - Brasil

 
 

 
 

Adriana Quezado

 

 

CACHORRO PEDREIRO
Adriana Quezado 

Na hora vaga,
olhava o prédio crescer.
Queria morar ali.
Tinha de esperar
para logo ficar pronto.
Pegava os tijolos,
entregava ao pedreiro.
O balde de cimento
empurrava com o focinho.
Ligava a torneira,
fazia a sopa de cimento.
Era seu serviço.
Não reclamava de cansaços.
Tinha quatro patas.
Quando não estava nada certo,
não fazia greve.
Latia.
Ficava no monte mais alto.
Mostrava sua autoridade
canina. Assim,
era sua rotina.

Adriana Quezado
Fortaleza - Ceara - Brasil
http://www.recantodasletras.com.br/autores/adrianaquezado
http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/5580800


O hábito e o prazer de ler fizeram-me sentir que precisava desabrochar algo que estava em mim. Descobri o início do talento e o esforço da dedicação. Assim, comecei a escrever. Redijo textos no site Recanto das Letras, e publiquei um livro de minha autoria e, outros em parceria com diversos escritores. Depois da escrita, surgiu o gosto por outras artes: designer, artesanato e fotografia, fazendo-me uma artista com vários talentos, mostrando que a literatura e a arte são o meu lugar.

 
 

 
 

Aida Viegas

 

 

STRESS
Aida Viegas


Acalma-te coração
Não andes tão agitado.
Controla a tua emoção,
Não batas descompassado.

Não entres em turvação.
Se é mau, esquece o passado.
Põe já termo à confusão,
Vive o presente, encantado.

Começa a descontracção,
Aproveita este bocado,
Desta vida de ilusão.

Não vás tu ficar cansado!
Pois se paras, coração,
Num ai, eu caio p’ró lado.

TRAIÇÃO
Aida Viegas 


Minha terra, meu País, meu Portugal
Terra bendita porque te tratam tão mal?
Porque incendeiam tuas matas, teus pinhais?
São filhos teus os que praticam actos tais?
Filhos perversos, renegando a própria vida.
Se pr’a todo o ser a terra é a Mãe Querida
Que com esforço elevado à exaustão
De novos mantos de verdura se reveste.
Como é que o homem sendo o rei da criação
Vai espalhando no seu seio o fogo, a peste
Que vão levando a nossa Terra à perdição?

 
 

Aida Viegas
Aveiro - Portugal

 

 

 
 

Alaíde Souza Costa

 

 

A MÁGICA MAGIA DE AMAR
Alaíde Souza Costa 


Sempre que nos encontramos,
Sentimos uma forte atração,
nos olhamos com desejo.

Ao nos tocarmos, então,
nossos corpos ardem,
de tanto tesão!

Daí, de repente surge,
uma imensa vontade,
de nos tornarmos um só!

Nossas bocas ficam secas,
pedindo a urgente umidade,
de nossos beijos de amor!

Para que fugir, então?
Renda-se a essa paixão,
à mágica magia de amar!

Alaíde Souza Costa
Aracaju-SE- Brasil
http://www.recantodasletras.com.br/autores/coracaopoeta

 
 

 

Alba Pires Ferreira

 

 

PÁGIN(A)BERTA...
Alba Pires Ferreira 


...ondular(a)gosto
entre mãos imersas
em meio
a diversas estórias:
Vividas alegrias, dores...
Amores cantados
jeito poema ternura
pint(a)margura
nas estrelinhas.
Indago-me:
Será que não preocupa
tanta coisa junta
sem esboçar essência?
Na dúvida...
Eu, livro, convido:
deslize seu olhar
por minhas páginas então.
Descubra-me.
Boa leitura!

Alba Pires Ferreira
Porto Alegre - RS - Brasil

 
 

 

 

Livro de Visitas

 

 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site