FÉNIX

 

 

LOGOS Nº 21

JULHO - 2016

 

 

 

Carla Cristina de Oliveira Gomes

 

 

A FADA DA NOITE
Carla Cristina de Oliveira Gomes 


A fada desperta do sono encantado
Com a sua harpa de sonho, a tocar
O sol dormindo... Sonha deleitando
Vislumbrando ao longe, um novo acordar.
Surge então um novo céu... A nevar
De noite e durante a madrugada
O sol mantém-se coberto, a sonhar
Com estrelas e com a sua amada...
A lua adormece por fim
Mas o Sol nada leva a mal
Pois ama a Lua, tanto assim
Que voltará a encontrá-la, num sonho de luar.



EU SOU PASSARINHO
Carla Cristina de Oliveira Gomes 


Um beija-flor
que vive sempre a voar
voando de flor em flor
querendo mil flores amar..
Eu sou um passarinho
querendo uma flor encontrar...
Mas quando encontro essa flor
fujo e não me deixo agarrar!
Voando sobre os pomares e jardins
mil flores vou conquistar...
Deixando a poesia dos meus versos
em suas pétalas ficar...
E fugindo dos espinhos
que no meu corpo
querem tocar...~

Carla Cristina de Oliveira Gomes
Aracaju - SE - Brasil
facebook Cristina Carla Gomes

 
 

 

Carmo Vasconcelos

 

 

ALMA SALGADA
Carmo Vasconcelos 
, IWA

As lágrimas que em meu rosto
derramaram suas águas
nesse pranto sem igual
não lavaram meu desgosto
nem calaram minhas mágoas...
Abriram sulcos de sal!

Misto de raivas e fugas
essas lágrimas de então
só cavaram minhas rugas...
Nenhuma delas tem nome
são cicatrizes da fome
como se amor fosse pão!

Como se a pele retraída
de esperar amor em vão
fosse essa fome engolida
tornando a alma salgada
e o corpo terra cansada
que não deseja mais grão!

Mas esta terra cansada
não quer ser terra queimada
e apenas chão se tornar...
Sempre vou estender a mão
não pra pedir mas pra dar
amor... como sendo pão!

(In Antologia Poética da Associação Portuguesa de Poetas/1996)

Carmo Vasconcelos, IWA
Lisboa/Portugal
http://www.carmovasconcelos-fenix.org


Membro Vitalício da International Writers and Artists Association - IWA, Toledo, Ohio/USA; Embaixadora Internacional do Movimento de União Cultural - Taubaté, Brasil; Medalha da Paz/CONINTER; Comenda Conde de Figueiró/Embaixada da Poesia; Membro Universal Circle of Ambassadors of Peace - France & Suisse; Mulher do Ano 2015/Embaixada da Poesia; Embaixadora Internacional e Imortal/AVLAC; medalha de Mérito Cultural/Curitiba - Brasil 2015; Prémio "Cultivo da Paz - Hiroshima 70 Anos", do Movimento União Cultural; Comenda da Embaixada da Poesia/AVLAC;Honra ao Mérito "Carlos Drummond de Andrade" (AVLAC); PrémioS ZAP 2009/2010/2012/ 2015 - pela Presidente do Projeto "ZAP", Elizabeth Misciasci; Académico Correspondente e Membro Honorário da Academia Pan-Americana de Letras e Artes-Rj-Brasil; Académica Imortal da Academia da Cultura Internacional da União Cultural, titular da cadeira número 7.
Veja biografia completa da autora em: http://www.carmovasconcelos-fenix.org/CV-bio.htm
E leia seus poemas em: http://www.carmovasconcelos-fenix.org/CV-indice.htm

 
 

 

Catherine Roos

 

 

ALGO PARA RECORDAR...
Catherine Roos 


Lembranças...entrega...
Saudades...paixão...
Desejos, beijos, alegria,
Orgasmos, espasmos, felicidade!
Sinceridade, devoção, carinho,
É verdade! você existiu!
Tudo aconteceu!
Tudo registrado no corpo e na alma!
Uma página, que a vida nos deu...
E hoje, relendo as páginas
Do livro da vida...de nossas vidas...
Percebo que algo de nós se perdeu...
E não dá para recuperar...
Ao menos fizemos uma história,
Ao menos... é algo de bom , para recordar...

Publicado no site: O Melhor da Web em 02/07/2016
Código do Texto: 131968

Catherine Roos
Porto Alegre - RS - Brasil

 
 

 

Chico Bento

 

 

É TÃO LINDO ESTE VIVER
Chico Bento 


É tão lindo este viver
Ó meu amor adorado
Que nós podemos dizer
É por Deus abençoado

Perante tanta felicidade
Eu tenho que isto dizer
No nosso amor de verdade
É tão lindo este viver

Pede-me o meu coração
Para que não fique calado
Anda daí, dá-me a mão
Ó meu amor adorado

Vimos ao longo do tempo
Este nosso amor crescer
É tão forte o sentimentos
Que nós podemos dizer

O destino nos juntou
Nascido um em cada lado
Se Deus isto nos preparou
É por Deus abençoado.

Chico Bento - Portugal
em Dällikon - Suiça

 
 

 

Christian Fernandes

 

 

BONS TEMPOS
Christian Fernandes 


Passei ao lado dela
E acabei percebendo
Os seus lábios carnudos
O seu porte robusto
Que logo acabei fitando.
Ela se fez de inocente
Como se fosse normal
Andando deslumbrante
Com tudo no lugar
Nem sei como não cai
Nem como não bati
Com o meu rosto no poste
Sei apenas que eu
Nem fiquei sabendo
O nome daquela formosura
Que me fez recordar
A minha juventude

Christian Fernandes
Aracaju - SE - Brasil

 
 

 

 

Livro de Visitas

 

 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site