FÉNIX

LOGOS Nº 25

MAIO - 2017

 

 

José Coelho Maciel

 
 

ORAÇÃO DO ADVOGADO
José Coelho Maciel
(In memoriam de Aristófanes de Castro Filho)

Inquestionavelmente Senhor,
volverei ao pó e serei germe na terra suja
de sangue, de ódio, de vingança.

Indubitavelmente Senhor,
voltado às origens
serei adubo de árvores frutíferas
de pomares, de jardins.

Verdadeiramente Senhor,
terei cumprido a missão
que deste a mim como homem
destinado a nascer, viver e morrer.

Porém, mas que tudo isso Senhor,
ensinaste-me a amar as coisas que criastes
para admirá-las e entende-las
e guardá-las na memória do Tempo.
Entretanto, Senhor,
tudo isso aprendi, mas ainda é pouco
para um vida tão curta.

Gostaria, Senhor,
que dessa vida curta me desses uma longa experiência
onde o Sol fulgurasse sempre no meu espírito
e iluminasse sempre o meu caminho.

Nada mais queria, Senhor,
senão que me abrandasses o coração, enchendo-o de amor,
para que eu pudesse compreender melhor o mundo,
com seus problemas angustiantes e soluções paliativas.

E assim sendo, Senhor,
serei feliz e terei cumprido a missão que me destes
de servir sem ver a quem, trabalhar para a árvore,
para o rio, para o peixe, para a flor, para o animal, para o pássaro,
para o amanhã da criança que vai nascer!

José Coelho Maciel
Manaus – Amazonas – Brasil
Facebook: José Coelho Maciel


José Coelho Maciel é filho de Coari – AM. Estudou o Ensino Fundamental em sua terra natal, o Secundário em Manaus, formando-se em Direito pela vetusta Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas. É pós-graduado em Direito do Trabalho e Previdenciário. Diplomado em Psicanálise Clínica pela SPOB – Niterói –RJ. Lecionou Prática Forense de 1971 a 1972, pela Faculdade de Direito da Universidade do Amazonas em convênio com a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Amazonas, e Educação Artística, Organização Social e Política Brasileira, Educação Moral e Cívica, Direito e Legislação, e Português e Literatura Luso-Brasileira, em várias escolas estaduais da rede pública e privada. Fez parte do Teatro Experimental TESC-SESC, em Manaus, e participou do “Grupo dos Sete”. Como artista plástico, em 1964 realizou sua 1ª Exposição Individual de seus desenhos e pinturas; nos anos seguintes participou de inúmeras exposições coletivas, recebendo vários prêmios, numa delas (1970) recebeu o Prêmio Governo do Estado, juntamente com o pintor Moacir Andrade. Tem publicado artigos, poemas e crônicas, em jornais, suplementos literários, revistas e livros (antologias) desde 1964. É fundador de algumas entidades profissionais, artísticas e literárias, como a AAMAT, SPOB-AM, AMAP, e pertence, além destas, ao CEA, GEC, CM, UBE-AM, ASSEAM, ALCEAR, ALB e ABEPPA. É pintor, ilustrador, desenhista, escritor e poeta (bissexto).

 
 

 

José Ernesto Ferrarresso

 
 

COM RAZÃO E EMOÇÃO
José Ernesto Ferrarresso

Nas pautas que escreveria esta música,
ia compor uma canção que não falasse só de dor e amor,
mas de sensação e ilusão, de razão e emoção também,
porque quando tentamos escrever alguma coisa íntima,
a emoção toma contade nós
e vale a pena viver e tentar algo escrever.

Que me chame atenção, que mexa não só com a razão,
mas muito com minha emoção,
porque as duas devem caminharem juntas
e servem para resolver qualquer situação
seja ela pessoal ou não.

Como é bom sentir que tem alguém
que escreve algo que você lê
e mexe profundo com seu coração.
Sua poesia tocou fundo
porque quando falamos de amor,
sentimos desejo e paixão.

José Ernesto Ferraresso
Serra Negra - Brasil
www.joseernesto.com/

 
 

 

José Hilton Rosa

 
 

ROMANCE DE GREGO
José Hilton Rosa

Flores na mão para a amada
Um cartão entre as pétalas
Sem palavras na voz
As lágrimas falam mais

A espera de um abraço
O choro no ombro
Primeiro, o beijo
Palavras românticas

Caminhando de mãos dadas
Sem saber das horas
Apenas promessas amorosas
Seu colo para o cansaço

O perfume é o mesmo
Para agradar sempre
O futuro está próximo
A promessa da aliança na mão

Uma música de Iglesias
Uma poesia de Lorca
A voz de despedida
Um soluço do choro

O pensamento no travesseiro
A insônia fez ressaca
O telefone toca e não atende
O choro é mais forte

No mês seguinte ela não vem
O remorso é só dela
O encontro é de beijos
Já pensam no berço

O choro alegre
A dúvida masculina
Contas para pagar
O beijo de consolo

José Hilton Rosa
Belo Horizonte - MG - Brasil
www.josehiltonrosa.recantodasletras.com.br
http://www.poetasdelmundo.com/detalle-poetas.php?id=5170

 
 

 

José Miguel Cumbi

 
 

AMOR...!
José Miguel Cumbi

Eu vivo às escuras
Encostado às paredes de solidão
E quase sem vida

Saio às aventuras
Às apalpadelas
Procurando alguém
Nestas ruas de terror
E encotro somente vazios
Desde que partiste

Pelas escadas escuras
Ando tropeçando
O desejo de ser
Alegria, em tuas mãos

Talvéz não compreendas
O amor, nem versos liricos
Assim em ti morrem
Minhas esperanças
E o tempo, pedindo perdão

José Miguel Cumbi
Inhambane - Moçambique

 
 

 

Josue Ramiro Ramalho

 
 

INCERTEZAS
Josue Ramiro Ramalho

Agrega-me em suaves incertezas
Lambuza-me de afagos e paixão
Louvo-te dentro do meu coração
Te desejo até em minhas proezas

Sem certeza desse amor vou pouco alem
Esperando de você mais atenção
É loucura ter amor por um alguem
Que só faz disseminar ingratidão

Com você nada quero a ferro e fogo
Te prometo um amor bem carinhoso
E nossa cruz até pretendo carregar

Que faremos c'esse rumo tão incerto?
Seu amor é para mim outro deserto
Que entendo mas não ouso descartar.

Josue Ramiro Ramalho
Penedo - Alagoas - Brasil


Josue Ramiro Ramalho é brasileiro da cidade de Penedo Alagoas . Escritor, filósofo, educador e poeta declamador. autor do livro Vôo Livre Verso & Prosa com trabalhos publicados em livros, coletaneas, antologias, jornais, revistas, sites e blogs.Faz parte de diversos movimentos poéticos e literários na Bahia

 
 
 
 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site