FÉNIX

LOGOS Nº 26

JULHO - 2017

 
 

 

Lixa Palosa

 
 

A LUA SORRIU PARA MIM
Lixa Palosa

A lua está tão longe, ao mesmo tempo tão perto!
Falei com ela ontem, leva contigo minha dor!
Ela me respondeu que sim, e me contou das estrelas!
Que vivem sempre a brilhar.
Nunca estão tristes, sempre alegres!
Ensaiam e cantam sempre em harmonia.
Eu achei interessante! E ela me contou do sol!
Contou-me de sua importância, e de como é impossível olhar para ele!
Não podemos ver aos olhos nus, mas sentimos.
Ele nos acalenta em dia triste, e nos faz sentir aconchegante.
E eu perguntei, e você?
Ela respondeu, Sou como sou.
Amante dos namorados!
Amo pessoas felizes!
Encanto ao anoitecer!
E eu lhe respondi sorrindo, não precisa dizer mais nada!
Eu estou aqui boquiaberta em minha janela.
De tristeza a alegria! Em um passo como de magica
Dando muitas gargalhadas, encantando com teu luar!

Lixa Palosa
São José dos Campos - Brasil


Lixa Palosa - Natural de Jardim Mato grosso do Sul. Mora em SJC!! Formada em Pedagogia, pós-graduada em Psicopedagogia Clinica e Institucional. Artes Visuais, cursando.
Atriz/diretora DRT nº 33770-SP/ Jornalista: Nº 63692-SP/ Registro na Ancine -29161 , Consulesa internacional, pelo movimento Cultural internacional. Presidente do Conselho Deliberativo da academia AVLA ,Vale Paraibana de Letras e artes. Acadêmica titular da Academia Vale-paraibana de Letras e Arte, Acadêmica titular da Academia Rotária de Letras, artes e Cultura. Acadêmica Correspondente da Academia Lorenense de Letras e Arte. Supervisora Internacional na empresa Movimento União cultural SJC. Grau de oficial da cultura, pela Coninter Artes

 
 

 

Loreley Molinelli

 
 

SIN TREGUA
Loreley Molinelli

Debo tejer la paz
que en mi matriz sembraron
para que diera fruto
y estallara en semillas.
En el mundo se mezclan
guerras y fantasías
que rompen esta trama
que tejo en agonía.
Con hebras de las sombras
voy hilando rutinas,
mezclándole las luces
de mi palabra viva.
Para tejer la paz
voy buscando las fibras
que le den fortaleza
al telar de la vida.

Loreley Molinelli
Piriápolis - Maldonado - Uruguay


Loreley Molinelli nació en Montevideo - Uruguay, vive actualmente en Piriápolis.
Escritora, gestora cultural, integrante y precursora de talleres literarios, comprometida con el quehacer cultural de su ciudad.Participa en una decena de ediciones conjuntas y en varias Antologías nacionales e internacionales. Publica en la “Revista Fénix” de Portugal. Edita el libro de poesía “Desde mi orilla” a partir del premio Procultura. Creadora de trece muestras de poesía con montaje en materiales reciclados.Graba el CD de poesía “Tela de Araña” por Centros MEC.Delegada cultural de U.M.E.C.E.P por Maldonado y representante de Guyáan en Piriápolis. Cuenta con premios y reconocimientos varios, entre ellos: “Premio Victoria 2016”, “Premio Grandes Mujeres de las Artes 2017” y “Estrella del Sur 2017”.

 
 

 

Lorena Zago

 
 

CONTEMPLAÇÃO!
Lorena Zago, Prof Dr

No silêncio interior,
Vivências se manifestam,
Olho as paisagens,
Que me reportam,
Para momentos de alegria,
E outros de saudade.
Vejo ao longe,
A neblina envolvendo as montanhas,
Os raios solares,
Infiltrando-se timidamente,
Sobre a vegetação densa,
Alcançando a placidez das águas.
A sensibilidade auditiva capta,
Uma música silenciosa,
Que se funde ao misterioso cenário,
Íngremes vales confrontam-se,
Com as planícies distantes,
Nuvens, sol, cachoeiras,
Mesclam-se à harmonia reinante,
Sinto-me flutuando,
Ao encontro do infinito,
A brisa banhando o meu rosto,
Sentidos entrelaçados,
Encontros com a essência,
Sem dor, sem cor...
Apenas Luz, Calor e Amor!

Lorena Zago
Presidente Getúlio – S.C. - Brasil


Margarida Lorena Zago (Lorena Zago)- Pedagoga, FUBR (Fundação Universidade Regional de Blumenau, SC.) Pós- Graduada em Psicomotricidade e em Psicopedagogia, UNIDAVI (Universidade Para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí, SC.). Mestranda em Educação - UPAP (Universidade Politécnica e Artística Del Paraguay – PY). Parapsicóloga pelo Instituto de Parapsicologia e Ciências Mentais de Joinville, SC. Presidente da Academia de Letras do Brasil, Seccional de Presidente Getúlio, SC, Membro do Conselho Estadual da Academia de Letras do Brasil. SC

 
 

 

Luciah Lopez

 
 

HIERO GAMOS
Luciah Lopez

______acenderam-se as luzes da Via Láctea
e os teus olhos não mais de sol
brincam dentro do meu olhar
e as tuas mãos navegam os mares da minha fêmea existência
adocicando as águas nascentes.

Todas as horas subsistem ao afã dos teus beijos
na minha boca_______im_pura
exangue
perdida entre os teus lábios e a tortura da tua língua.

Num delirante arquejo
umedecido pelos suores
nos aproximamos cada vez mais
até finalmente_______um dentro do outro
sem que a razão de existir
se faça presente.

Luciah Lopez
Campina Grande do Sul - PR - Brasil


É poeta, artista visula e blogueira paranaense de Paranavaí;Foi premiada na categoria de Poesia no Prêmio Cataratas de Contos e Poesias Brasil/Paraguai/Argentina, em 1991, e incluida nas Antologias da Academia Literária de Poetas, Escritores e Cronistas (2011) Casa da Poesia (Vol. I, 2016), Conexão II - Feira do Poeta (2016). Edita os blogs Palavras de Vidro (poesias), Algodão Doce e Poesia (infantil), Orvalho (haikais) e Arquétipo (poesia), além de reunir seu trabalho literário no portal Recanto das Letras.  Membro Efetivo da Academia Poética Brasileira.

 
 

 

Luciana do Rocio Mallon

 
 

A TATUADORA DESENHOU UMA FLOR-DE-LIS NA CICATRIZ
Luciana do Rocio Mallon

A menina tinha uma triste cicatriz
Por causa de uma horrível violência
Isto era uma lembrança infeliz
Que ela carregava sem paciência

Mas numa tarde solitária
Ela descobriu uma tatuadora
Com voz lírica de cantora
Que era muito solidária

A tatuadora desenhou uma flor-de-lis
Na marca de sua triste cicatriz
Deixando seu espírito muito feliz

Outra garota possuía uma cicatriz
Por causa de uma doença perigosa
Porém ela se salvou por um triz
Nesta estrada da vida tortuosa

A tatuadora desenhou uma flor de miosótis
Delicada como letra feita em giz
Na marca desta traumatizante cicatriz
Uma flor sempre é digna de bis.

Luciana do Rocio Mallon
Curitiba - Paraná - Brasil
http://lulendasepoesias.blogspot.com.br/


Meu nome é Luciana do Rocio Mallon, sou repentista, bailarina folclórica, pesquisadora de causos, escrevi o livro Lendas Curitibanas e colaboro com o site Usina de Letras. Também realizo uma apresentação voluntária em: eventos, escolas, hospitais e asilos chamada: Lendas, Repentes e Danças. Já recebi vários prêmios em concursos literários.
Sou formada em Letras – Português com Espanhol pela UFPR; Magistério pelo Colégio São José; Hospitalidade pelo CEP e Vendas pelo SESC. Tenho mais de dez anos de experiência em vendas no comércio de Curitiba.

 
 
 
 

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site