FÉNIX

 

 
 

Isabel Furini

 
 

SEMENTES
Isabel Furini

cinzelar
as silenciosas
sementes
poéticas
nascidas
no limiar
do mundo do inconsciente
onde
a inquietação
e as fobias
produzem
fragilidades
e versos.

Isabel Furini - da Argentina
em Curitiba - PR - Brasil


Isabel Furini é escritora, poeta, palestrante e educadora, coeditora da Revista Virtual Carlos Zemek de Arte e Poesia; Seus poemas foram premiados no Brasil, Espanha e Portugal; é autora dos livros de poemas “Os Corvos de Van Gogh” Edit. Instituto Memória, Curitiba, 2013 e “,,, e outros silêncios” Edit. Virtual Book, 2012; membro da Academia de Letras do Brasil/ Araraquara, em 2015; criadora e organizadora do Concurso Internacional Poetizar o Mundo (na 10º edição); Foi nomeada Embajadora de la Palabra pela Fundação Cesar Egido Serrano (Espanha), em 2015; Embajadora de la Rima Jatobé, Espanha, em 2015; recebeu Comenda Ordem de Figueiró e foi nomeada Embaixadora Internacional e Imortal da Poesia pela Academia Virtual de Letras, Artes e Cultura do Brasil, em 2015.

 
 
 
 

Isac de Melo

 
 

VIAJAR É UMA VIAGEM
Isac de Melo

A natureza é bela
Tranquila e aconchegante
Representa para o amante
O corpo d’uma donzela
Lá não existe favela
Reina um verde sedutor
Verte uma água incolor
Que ao mesmo tempo é azul
Semelhante ao sanhaçu
E ao colibri beija flor

O silvícola é doutor
De relevante eficácia
A selva é uma farmácia
Há remédio em cada flor
Seu inebriante olor
Permite-nos respirar
Dos céus o mais puro ar
Do chão o cheiro da mata
É a simbiose exata
Do ser a se renovar

Da selva vamos ao mar
Onde o azul verdejante
Forma um cenário brilhante
Pra qualquer cor invejar
Ondas movidas a ar
Formam enormes murais
Barcos pululam nos cais
Grandes baleias suspiram
Focas golfinhos respiram
Marés vêm e vão em paz

Nas praias os coqueirais
Ornamentando o cenário
Onde qualquer solitário
Volta a se sentir capaz
Nuvens formam espirais
E garatujas ao léu
A neblina forma um véu
Cobrindo toda paisagem
Viajar é uma viagem
Capaz de levar ao céu!!!

Sebastião Isac de Melo (Isac de Melo)
Bujari - Acre - Brasil


Sebastião Isac de Melo nasceu no ano de 1953, em Rio Branco/AC. É militar aposentado desde o ano de 2005. Publicou nos anos 2011/2012 respectivamente cordel reflexivo e a bíblia em literatura de cordel, ambos também declamados em CD. Lançou no binômio 2015/2017 os respectivos CDs Paz e harmonia e Arraial no Seringal. É formado em teologia pela faculdade de ciências sociais filosofia e teologia da Amazônia. Autor dos livros Urucum e Cordelícias, Isac de Melo é também compositor e cordelista. Participou da antologia poética poesia livre 2016, com a poesia Matiz.

 
 
 
 

Ivone Boechat

 
 

ALCANÇAR ESTRELAS
Ivone Boechat

Eu não quero ser a estrela
mais brilhante
do universo,
nem quero tocá-la
com sonhos de gigante,
já me extasio somente
ao vê-la;
pego a varinha de condão,
sem fazer alarme,
pincelo por dentro e por fora
os mistérios do meu coração
com charme;
sozinha converso
com o mundo interior
quando ele chora,
então exijo:
não quero ser perverso
sei a distância que a gente mora,
faça o maior esforço
para alcançar as estrelas
com meu verso.

Ivone Boechat
Rio de Janeiro - Brasil
http://quinousse.q.u.pic.centerblog.net/a3b1f52c.gif oficial
http://quinousse.q.u.pic.centerblog.net/6b0b6af0.gif
http://bosiogeorgis.b.o.pic.centerblog.net/Bouquet-788079698_1397054.gif
http://quinousse.q.u.pic.centerblog.net/384ce1d1.gif

 
 
 
 

Izabel de Azevedo Guimarães

 
 

CICATRIZES
Izabel de Azevedo Guimarães

Deixaste em mim cicatrizes
indeléveis
dolorosas
profundas...
Cicatrizes conversas
no côncavo de minha alma
Cicatrizes vivas
tão expostas
tão sofridas
Cicatrizes em meu corpo
marcas de tuas carícias...
Cicatrizes em minha alma
rastros dos teus delírios...
No côncavo e no converso
do corpo e da alma
No paradoxo e na sintonia
do amor e da dor
Na antítese e na sinestesia
do lamento e da alegria
desse nosso amor
tão terno
tão louco !

Izabel de Azevedo Guimarães
Brasília - DF - Brasil


Izabel de Azevedo Guimarães, nasci em Caxias – Ma. Bacharel em filosofia e licenciada pela FaFIFOR - Ceará, pós-graduada em Tecnologia para o Ensino Superior FAFIFOR e em Construção e Reconstrução do Texto UNIceub - Brasília -DF. Hoje aposentada em cargo de professora. Declamadora desde muito criança. Em família, respirávamos literatura, assim apaixonei-me pela rica literatura brasileira, especialmente por Machado de Assis, Castro Alves, José de Alencar e Guimarães Rosa; tenho um carinho especial a Ariano Suassuna; amo todas as expressões das artes especialmente a poesia e a música. Publico no Recanto das Letras. Gosto de viver poesia e sonhar poemas. Entretenho-me escrevendo sobre a realidade, sobre coisas reveladas pela imaginação, tecendo experiências e sonhos!

 
 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site