FÉNIX

 

 

J.R.Cônsoli

 
 

ARREPENDIMENTO
J.R.Cônsoli

Um dia rebelei-me com meus laços,
tive com Deus uma conversa dura.
Falei de desacertos, descompassos,
da nossa alma pobre... imatura.

Da natureza hostil, das injustiças,
da vida cheia de percalços... tantos!
De amor, de ódio, de coisas omissas,
da humanidade que só vive em prantos.

E Ele olhava-me tão tristemente...
e muitas vezes, com algum assombro,
me questionava insistentemente.

Depois parou... Olhou-me bem profundo,
pousando-me uma das mãos no ombro,
eu vi chorar o Criador do Mundo!...

J.R.Cônsoli
Porto Alegre - Brasil

 
 
 
 

Jaak Bosmans

 
 

DAQUELE PRIMEIRO SONHO
Jaak Bosmans

Na procura dos avisos perdidos,
Na obscura caminhada dos mortais,
Apresento meus passos silenciosos,
Como sinal de estar sempre em vôo.

Pousarei num lugar bem distante,
Desconhecido e misterioso,
Sem qualquer aviso prévio,
Lugar daquele meu primeiro sonho.

Ali posso saborear levezas e encantos,
Pedaços delicados e sublimes.
Cobertos de ternura e paz,
Num encantado e majestoso infinito.

Sei que lá poderei chorar de novo,
A alegria sedutora e apaixonada,
Dos doces e saborosos encontros,
Reservados para um eterno sem tempo.

Volto a existir nessa magia branca,
Repleta de oferendas ao meu primeiro sonho,
Por onde alcanço o sabor de ser feliz,
Num novo e perfeito encontro de nós dois.

Jaak Bosmans
(Arthur Jaak Wilfrid Bosmans)
Belo Horizonte - Brasil


Formação em música, cinema, fotografia, belas artes e publicidade. Representante da FALASP em Belo Horizonte, Embaixador da Paz, Cônsul Poetas Del Mundo, Presidente da Academia Arthur Bosmans da ARTFORUM, Ativista ecológico, Humanista “Honoris Causa”.Criador do movimento lítero-visual ”POEMAGEM”, com várias publicações e participação em exposições e antologias nacionais e internacionais.

 
 
 
 

Jandyra Adami

 
 

AMOR NO OUTONO DA VIDA
Jandyra Adami

Só hoje meu bem, vou lhe contar um segredo
que trago guardado no peito, não faz muito tempo...
É que, olhando em seus olhos,
seu modo de falar e de tratar as pessoas
ocorreu em meu coração uma mudança de sentimentos
que até então nutria por você.
Nós sempre fomos amigos inseparáveis,
pelo menos no pensamento, pois moramos em cidades diferentes.
Passei a admirar o homem no seu mais íntimo momento,
analisar nossas condições de vida
e ver se possível seria algo mais que amizade.
Saiba meu bem...parece que faz tempo,
parece que há muito nos amamos,
numa cumplicidade que só nós sabemos.
Que coisa estranha!
Tivemos tantos momentos juntos e não soubemos aproveitar!
Este amor de outono, será correspondido?
Eu falo como se já tivesse certeza de que você também me quer...
Se agora vai saber do meu segredo,
como posso falar como se tudo fosse real em nossas vidas?
Acho que meu sentimento é tão sincero e rico
que só ele dará para nós dois.
Enquanto eu estiver amando assim,
de uma maneira sutil e delicada,
você pode ficar procurando a sua amada
durante seus passeios pela vida afora.
Eu vou ficar aqui quietinha, esperando que não encontre outra
para ocupar seu coração, que eu quero,
seja só meu e de mais ninguém..
Cansado da procura, um dia haverá de me achar,
quietinha no meu canto, mesmo que seja
numa cadeira de balanço, balançando pra lá e pra cá..pra lá e pra cá...
Que este barulhinho da cadeira seja quebrado
apenas pelo barulho da maçaneta da porta
quando você chegar, para me buscar...

06 de julho de 2.001

Jandyra Adami
Belo Horizonte - MG - Brasil
www.berju.uaivip.com.br


Jandyra Adami nasceu em Santa Rita do Sapucai-Minas Gerais-Brasil- Pertence à Academia de Letras,Ciências e Artes -ALCA- de lá- Auditora Fiscal da Receita Federal do Brasil- aposentada por doença grave- Mora em Belo Horizonte-Capital de Minas Gerais-Pertence a vários grupos de literatura no Brasil e Portugal (embora não se sinta escritora). Já publicou 6 livros, sendo os 2 últimos em benefício das casas carentes de sua cidade.

 
 
 
 

Jane Guimarães

 
 

INSTANTES VORAZES
Jane Guimarães

Rabisco pensamentos,
risco sonhos.
Ruas desertam em outra direção,
tamanhos infinitos...
quantos devaneios me cismam à pele.
No sonho, um ensaio de ida...
voltas, re-voltas sem voltas,
vozes amordaçadas.
Horas incertas, desenrolar-se de
muitos mundos.
Vagam fios de pensamento.
Âncora de memórias, tanto tudo!

Jane Guimarães
Aracaju - Se - Brasil


Jane Guimarães Vasconcelos Santos, nasceu em Aracaju-SE em 20/11/1969. Formou-se em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Tiradentes, com especialização em Sistema de Informação e Tecnologias Educacionais, e em Qualidade e Produtividade no Trabalho. Tem como segunda língua o inglês, e cursos de Extensão em Preservação, Conservação e Restauração de documentos, com experiências laboratoriais, pela Escola de Belas Artes, da UFMG e pela Fundação Biblioteca Nacional – RJ. Atualmente, Bibliotecária atuante em Biblioteca Escolar, Vice-Presidente da ALA-Academia de Letras de Aracaju, ocupando a Cadeira de Núbia Marques, nº18. Membro da Academia Sergipana de Letras pelo Movimento Cultural Antônio Garcia Filho – MAC, ocupando a Cadeira de Hunald Fontes de Alencar, nº 28.Escritora e Poetisa, publicou em 2015 o livro “Palavras que falam e outras histórias”, escreveu também para oito Antologias Poéticas Nacionais e duas Internacionais publicadas em Portugal e na Alemanha.

 
 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site