FÉNIX

 

 

José Hilton Rosa

 
 

POESIA PARA O BOM AMIGO
José Hilton Rosa

Menino marcado
Manso como um pai
Maneiro no dia a dia
Menino que ama
Lutando com voz
Lapidando a arte
Lavrando palavras
Leito de menino

Ouvindo os vivos
Ouriçando desejos
Ouvindo palavra de mãe
Ouro no braço

Sorrindo do bobo
Sorrateiro na chegada
Sombreiro na cabeça
Sobra de fibra

Plantando frutos
Partindo futuro
Participando contra
Portando mantras

Filho de Deus
Fincando pé
Falando grosso
Fitando no rosto

Alheio ao passado
Aliado ao amor
Apoiado no pai
Alarido no ar

Bom de papo
Barco de gente
Bons de goles
Banalizando a prosa

Analisando contos
Afinando cordas
Apoiando a cabeça
Água limpa na cabaça
Bebendo o chá
Balbuciando frases
Banalizando as mulheres
Batizando os pobres

Certificando coisas
Cortando plantas
Caindo nas pedras
Cavando o futuro

Peitando os burros
Plantando flores
Pitando o fumo
Palavreando os versos

Embalando segredos
Embolando motes
Escamoteando sons
Esmiuçando a vida

Fraseando versos
Frisando na prosa
Fincando arte
Fitando o estranho

Menino de paz
Medindo ele faz
Meditando na igreja
Milimetrado no tempo

Vagueando na noite
Vaquejando o gado
Vangloriando a honra
Vagando na arte

Elegendo a fama
Eliminando rancores
Elvis no pensamento
Elevando bênçãos

José Hilton Rosa
Belo Horizonte - MG - Brasil
www.josehiltonrosa.recantodasletras.com.br
http://www.poetasdelmundo.com/detalle-poetas.php?id=5170


José Hilton Rosa, nasceu em agosto de 1956 na fazenda Salinas distrito de Araúna, Minas Gerais - Brasil.
Autor dos livros: “Laços de sangue”; “Choro de sangue”; “Inversos”;”Versos em Alças de fogo”; “Sorriso e Lágrimas” e “Alma Exposta”.Participou de diversas antologias poéticas. É membro da ALB: Academia de Letras do Brasil - seção Minas Gerais
É membro do movimento poetas Del mundo. Escreve para o portal CEN; Antologias LOGOS e Revista EisFluências da FÉNIX.

 
 
 
 

Jose Ribamar Bessa Freire

 
 

O CRUCIFIXO DE PEDRA: CANTADA OU ASSÉDIO SEXUAL?
Por José R. Bessa Freire

 

 


O cara tentou seduzir uma das minhas nove irmãs, usando um crucifixo. Isso aconteceu em Manaus, há 60 anos. Na ocasião, as opiniões sobre o sacrilégio se dividiram: assédio delituoso para uns, paquera tresloucada para outros. O bate-boca local se antecipou em seis décadas ao atual debate midiático entre, de um lado, o Movimento Feminista #MeToo, nos Estados Unidos, e de outro, as cem mulheres francesas que publicaram manifesto no “Le Monde”, com ampla repercussão no Brasil, comprovando que tudo que sucede em qualquer parte do mundo já aconteceu no bairro de Aparecida. Decidido a ouvir agora os dois lados, enviei relatório a Oprah Winfrey e a Catherine Deneuve, anexando depoimento da minha irmã que até hoje guarda cicatrizes abertas. Indaguei-lhes se o uso do crucifixo de pedra foi abuso sexual, o que é crime, ou apenas insistente paquera, que não constitui delito. Vocês vão cair pra trás: ambas me responderam, depois de lerem o relato que vai aqui resumido.

http://www.taquiprati.com.br/cronica/1379-o-crucifixo-de-pedra-cantada-ou-assedio-sexual



Jose Ribamar Bessa Freire
Rio de Janeiro - Brasil
http://www.taquiprati.com.br/

 
 
 
 

Josmar Divino Ferreira

 
 

SEDUÇÃO
Josmar Divino Ferreira

Vivi a volúpia divinal
de ter amores escondidos
nas manhãs, ao meio dia
e nos finais de tarde
agora vivo a ver navios
com a chegada da velhice
e velho que hoje sou
sofre de solidão
mas, antes, antes
tive grandes amores
cheios de fervores
cheio de ardências
de amores pecaminosos
depois de gostar de ti,
de ti, de ti e de ti...
e acabei só e só
e mesmo assim
ainda sou fascinado
por belas mulheres
e ainda tenho sonhos
cheios de desejos
com beijos saborosos
em casas de encontros
em hotéis fuleiros
em motéis fabulosos
e até em viagens relâmpagos
ao redor do mundo.

Josmar Divino Ferreira
Goiânia - Brasil


AMCL- ACADEMIA MUNDIAL DE CULTURA E LITERATURA
Acadêmico: Josmar Divino Ferreira
Cadeira 41 - Patrono: Augusto dos Anjos

 
 
 
 

Josué do Nascimento Ananias Sudi

 
 

VIAJANDANDO, MOÇÂMEDES
Josué do Nascimento Ananias Sudi

Uma negra,
mulher, vestida tchitati
vende frutas:
duas laranjas;
um loengo;
dois dendês
e, a si também

uma outra, mulher
mucubal
de tchinkuani entre as ancas…

mais à frente

uma bela, moçâ medes
se-lhe advinho virgem

uma perfeita claridade
nasce-lhe por entre as pernas

Josué do Nascimento Ananias Sudi
Luanda - Angola


Josué do Nascimento Ananias Sudi, é escritor, poeta/declamador. Nasceu em Luanda, em Agosto de 1992.
Matriculou-se no ensino médio em Artes Visuais, no Complexo Escolar Jois Cris, em Luanda. Tendo abandonado no segundo grau para terminar em Ciências Físicas e Biológicas, no Colégio Amor e Paz, em Luanda/Angola.
- É coordenador do "Movimento Berço Literário";
- È coordenador do "Projecto Estudar para Produzir".
- É coordenador Geral, coordenador de Marketing e coordenador da Área Académica, do núcleo Lev'Arte Namibe.
- É membro da UBESC – União Baiana de Escritores (Salvador/Bahia - Brasil).
Já publicou em diversas colectâneas internacionais com o pseudónimo literário de, Josué Black Choco.
Autor da obra de pensamentos, "No Silêncio das Palavras".

 
 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site