FÉNIX

 

 

Sáh Benedicto

 
 

E AGORA...
Sáh Benedicto


E eu que me surpreendo assim a cada momento
E me pego nos devaneios, e me transporto na fantasia
E eu que tinha autonomia dos meus atos e pensamentos
E me julgava dona das minhas vontades
E eu que amanheço a cada anoitecer
E que anoiteço a cada amanhecer
E eu que me encontro no desencontro
E eu que amava o desamor, e agora.....
E eu que tinha uma diretriz e agora as linhas estão apagadas
E eu que me supria de mim e agora estou vazia de mim
E espreito o oculto e o oculto me completa
E eu que antes era subtração e agora sou soma
E eu que estava adormecida e hoje estou em vigília
E não podia nada, hoje posso tudo
E eu que era só o côncavo, e agora..........

Sagramour Aparecida Benedicto - Sáh Benedicto
São José do Rio Preto - SP - Brasil


Nascida em São Paulo onde passou pequena parte da infância.Artista Plástica, poetisa, auto didata.Residente em São José do Rio Preto, SP, onde desenvolve o projeto de pintura em tela. Cadeiras e Pinceis, com deficientes.

 
 
 
 

Sanjo Muchanga

 
 

À MÁRCIA COSSA
Sanjo Muchanga

Marcia,
não sei nada da tua descendência
apenas pesquiso a tua geografia
se vens de Magude
Ou não, mas quero nesta vontade
ser por meia hora a sua cara metade
ser a tempestade no teu ventre
e o desastre no seu cobertor
só para te estampar de amor
a moda de Mr Bow e talvez Liloca
pois no inverso assumo
que és louca
literalmente deliciosa
foneticamente maravilhosa
de tão bela que és só podes
mudar do nome para Rosa
sem exagero desta metáfora
despeço-me e caio fora
antes que a ternura
vá embora.

Sanjo Muchanga
Maputo - Moçambique


Sanjo Muchanga, nascido em Moçambique, província de Maputo, residente na Cidade de Maputo, funcionário Público, poeta e escritor, com participações em Antologias da Solar de Poetas, ALPAS, Colectânea Horizonte, Colectâneas Leveza da Alma, Colectânea Som de Poetas, Colectânea Palavras de Veludo, Colectânea Poetizar o Mundo, Revistas Literárias Trupe Reticencias em Versos, Folhinha Poética e Entrementes. Distinguido duas vezes pela Solar de Poetas e reconhecido pelo mérito pela Solar dos Poetas, e certificado pela Sociedade Mundial de Poetas pela participação na colectânea Leveza da Alma. É Membro e criador do Movimento Literário Ensaísta Kamubukuane. Leitor da Associação de Escritores Moçambicano, Membro da Sociedade de Direitos de Autores – SOMAS

 
 
 
 

São Gonçalves

 
 

NA SOMBRA DO CORPO
São Gonçalves

Na sombra do corpo
Escuto o som da silente ternura
Fogos ardem ao longe
Aproximam-se
Desvendam mistérios
Tanto tempo
Tantas sombras internas.
Desenhámos a saudade nas cinzas arrefecidas.
Trocámos o sol e o silêncio
Pela brisa do fim de tarde
Acariciando os corpos
Rasgámos as memórias e as coisas
Escondemos os sentimentos até à exaustão.
Mas é ao fim da tarde que a luz do sol é mais intensa.

São Gonçalves - Aveiro/Portugal
Em Luxemburgo


São Gonçalves, nasceu numa aldeia nas margens do Vouga, no distrito de Aveiro. Reside actualmente no Luxemburgo. Cedo descobre o amor as palavras e o gosto pela leitura e persegue a paixão e a viagem ao mundo das palavras ao longo da vida. Começa a escrever poesia , já com quase 40 anos, depois de ter atravessado alguns desertos existenciais,e a escrita haveria de a libertar. Escreve por prazer, por libertação, escreve para dar novos significados aos seus sentimentos e emoções. Editou 3 livros: Longos são os caminhos-Editora Edium-2010; Como um rio-comme un fleuve-Pastelaria Studios Editora-2012,com a participação de alguns amigos; A alma da cor-edições Vieira da Silva,um livro em parceria com a pintora Edite Melo.
Participou ao longo destes 5 anos em varias antologias, duas de entre elas na América Latina (Chile),pela mão de Alfred Assis,em Mil poemas a...e outras coletâneas.
Membro da Academia Virtual de Poetas de Língua Portuguesa – sessão portuguesa – cadeira Gil Vicente.
Foi nomeada em 2014 ,Chanceler cultural para o Luxemburgo ,pelo movimento união cultural, sediado no Brasil.
Fundou recentemente um movimento literario e artístico, "Terra de poetas", no Luxembourg, um movimento que visa partilhar e promover a literatura ,a arte e a musica.
Colabora na revista literária digital Gealittera, revista em lingua Espanhola. Colabora também no jornal Bomdia.lu

 
 
 
 

Shirley Amélia Pires Teixeira

 
 

A NOSSA VIDA
Shirley Amélia Pires Teixeira

A nossa vida é cheia de encantos
Mas nos temos de procura-los.
A nossa vida é repleta de alegrias
Mas nos temos de cria-las.
A nossa vida tem muita felicidade
Mas nos temos de encontra-la.
A nossa vida é inundada de tristezas
Mas nos temos de dissipa-las.
A nossa vida recebe dadivas
Mas nos temos de distribui-las.
A nossa vida é muito curta
Mas nós temos de fazê-la mais longa.

Shirley Amélia Pires Teixeira
São Sepé - RS - Brasil

 
 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site