FÉNIX

LOGOS Nº 1

Março 2013

 

Página de Abertura

 

Cdor. Heraldo Lage

LOGOS
Cdor. Heraldo Lage


Homenagem! Ao LÓGOS! Um Acróstico! Um Poema! Um Coração!


LOGOS, Palavra, Verbo, Ordem, Justiça, Inteligência, Razão!
O princípio, LOGOS, da Harmonia, e de toda a Unificação!
Grandes, Descartes, Aristóteles, Bacon, Heráclito e Platão!
O LOGOS, todos o definiram, como a primeira Conjugação!
Surgiu do LOGOS, o COSMO, o Início, sem fim, da Criação!

Se falarmos de Criação, em poesia, nunca será o bastante
Dissertar sobre história dos povos, de um planeta errante
Dos “Deuses”, astronautas, que do espaço sideral, vieram
E das experiências genéticas, que dos céus, nos trouxeram
Das suas poderosas espaçonaves, das quais, se utilizaram
Quando aqui garimparam, ouro, que nelas, transportaram

Há que ser falado no Princípio do Princípio, no real Começo!
Como o LOGOS surgiu do Nada, ai é que se dá um Tropeço!
Se o VERBO é Imanifesto, ou ainda, Energia, Não Manifesta
Quanto a isso, ninguém mais discute, e nenhuma dúvida resta
Mas persiste uma Grande Incógnita, o grande X do problema!
Se nenhum cientista consegue, decifrar, resolver esse teorema!

O que aqui se discute, ao final, realmente, comprova a existência
De um Poder Superior! Que desafia nossa lógica! E toda a ciência!
Autocriação! Indescritível! Inexplicável! É a própria Transcendência!
Que aos sábios, domina! Sina! E aos céticos, arruína! Sem clemência!
Os religiosos o denominam, Deus, Hórus, Jeová, Olodumarê, Oxalá
Diversidades culturais, nas distintas expressões, até clamam por Alá

De que vale só um nome, sem que alguém, lhe respeite seu conteúdo?
Poderia ser usado qualquer termo, pedra, ar, pó, teúdo, ou manteúdo!
Na essência de um Todo, em cada parte, em cada prece, em cada fala?
Sentimento, intenção, ou decisão, por si, é o bastante a quem se cala!
Por que na Palavra, o LOGOS, se transforma em saudável lenimento?
Porque o Verbo se conjuga, cria formas, gera o seu próprio alimento!

A Ciência já comprovou e confirma. A verdade que realiza é a Fé!
A certeza de alcançar, o que deseja, se materializa, o que se quer já É!
Aderir à religião ou dogma, a qualquer ser humano, não será necessário!
Pois aqui, neste mundo, cada qual faz sua obra, é o seu próprio Emissário!
Se alguém, firme, praticar os seus atos, deixando sempre o seu bom exemplo
Notará que um a um, em seu percurso, aos poucos, constrói seu sagrado Templo!

Na Kabalah, Bíblia, Pergaminhos de Qumran, ou nas Pedras da Suméria
Está escrito, às entrelinhas, que fé move montanhas, simples ato de amor!
Alma timorata, indecisa e dependente, viverá sempre, numa total miséria!
Não conhece a Luz, não vislumbra a alvorada, nem todo o seu esplendor!
Amanhece na cegueira das trevas, ignorante, não domina sublime matéria!
Livre Arbítrio permite escolhas, Iluminar, ou viver em um filme de terror!

Do LOGOS se fez o Todo! O Princípio se repete! De maneira bem constante!
Se do Nada se fez o LOGOS! O Grande X permanece! É sempre retumbante!
E o Sem fim, do Hebreu En Sof, antes de Keter, como poderá estar presente?
É o ausente, não manifesto, supra-cósmico! Há que saber alguém consciente?
Se não existe a explicação, que justifique o LOGOS, tudo é bem empolgante!
Resta comemorar o LOGOS! O Cosmo! Que evolui como a mata verdejante!

Cdor Heraldo Lage
Santos, 13 de fevereiro de 2013.
http://www.hlage.com.br

 

 

Livro de Visitas