FÉNIX

 

 

Gabriela Linck Buratto Assunção Marques

 

 

LABIRINTO...
Gabriela Linck Buratto Assunção Marques


Há um lugar dentro de mim
que nunca foi visto.
Eu o inventei
para saber que existo.
Se fores embora e não voltares,
ele não existirá em vão.
Nada importa, nada vale a pena
sem o teu amor.
Sou labirinto.

Gabriela Linck Buratto Assunção Marques
Porto Alegre - RS

 

 

 

Gabriela Mendes Prunes da Cruz

 

 

SEGREDOS DO CORAÇÃO
Gabriela Mendes Prunes da Cruz


Em nossos corações,
há muitos segredos.
Neles, guardamos
tristezas e felicidades
que não desejamos compartilhar.
Quando eu era criança
vivia brincando e correndo.
Se não estava fazendo algo
desse gênero,
era motivo de preocupação.
A infância, além de esconder
segredos do coração,
deve ser aproveitada,
pois, ser criança é uma vez.

Gabriela Mendes Prunes da Cruz
Porto Alegre - RS

 

 

 

Gabriele Loureiro Bruschi

 

 

SEM PISTAS NEM RASTROS
Gabriele Loureiro Bruschi


Eu não consigo enxergar.
Só sinto meu coração
bater.
Não consigo seguir
nenhum rastro.
O que eu sigo
é o que meu
coração sente.
Fico sem pistas,
mas nunca
desisto daquilo
que eu quero.

Gabriele Loureiro Bruschi
Porto Alegre - RS

 

 

 

Gabrielle Souza Marchisio

 

 

TUDO...
Gabrielle Souza Marchisio


Queria eu, poder parar tudo
e respirar fundo.
Distrair-me um pouco e descansar
só para então recomeçar
tudo de onde parei.
Ontem é história;
Amanha é um mistério,
mas o Hoje é uma dádiva;
e é, por isso, que o chamamos
de "Presente".
Uma estrela que queima hoje,
amanhã pode apagar-se.
Embora ela possa estar longe,
no meu céu, nunca deixara de brilhar.

Gabrielle Souza Marchisio
Porto Alegre - RS

 

 

 

Geraldo de Azevedo

 

 

MAIS PROFUNDO QUE O MAR
Geraldo de Azevedo


No silêncio da madrugada
Onde os sonhos me encantam
Não preciso mais sonhar
Eu sou apenas esperança
E logo estarei feliz.
Transportei-me para um céu
Mais profundo que o mar
Com o silencio infinito
Que adormece meu coração
E agora no firmamento
Tenho o céu e as estrelas
Muito antes de sonhar...
Não sei a resposta certa
Que tripudiou meus sentimentos
Impondo meu modo de viver
Que deixou cicatrizes n'alma
Se não me fosse permitido
Na paz do meu interior.
No gosto da felicidade
Com as contrações de dor
E sem perder a ternura
Renasci do mar revolto
Com intensidade e dor.

Geraldo de Azevedo

 

 

 

Gilberto Lima Siacsa

 

 

MEU SONHO CHUVA
Gilberto Lima Siacsa


Antes do radial do sol
Do meu sol abrasador…
Estarei caminhando escrevendo
No cantar do galo e dos pardais
E até o por do sol estarei escrevendo
Recomeçarei num outro dia
Na noite das corujas
No chorar dos sapos
E gemer das ondas do mar
No cantar dos sons das rochas
Enquanto cai a chuva amiga
Molhará o papel e as minhas letras
Mas não apagará a minha mente
Regressarei num outro dia
Escrevendo o que não acabara de escrever
Chorará meu coração de alegria
Choveu a chuva!
Gemia a terra…
A minha terra!
Cantei escrevendo letras…
Camponeses da minha aldeia
Semeiam um grão na terra…
E fruto dará a minha terra!

Gilberto Lima Siacsa
Cidade da Praia - Cabo Verde

 

 

 

 

Livro de Visitas