FÉNIX

 

 

Pietro da Costa Rodrigues

 

 

MEU OLHAR
Pietro da Costa Rodrigues


ter um olhar brilhante
como o brilho das estrelas
esta cada vez mais adiante
assim não posso vê-las

Este olhar que faço
pertence a uma única pessoa
A mais bela
e também a mais fera

Ela entendia meu olhar
sabia que estava esperando algo
queria seu coração
uma paixão.

Veio ate mim
falou no meu ouvido
me derreti na hora
eu era seu marido

Pietro da Costa Rodrigues
Porto Alegre - RS

 

 

 

Rafael Büger Ruiz

 

 

BRANCO E PRETO
Rafael Büger Ruiz


O branco representa a paz,
a harmonia e a alegria.
O preto, dor, tristeza e derrota.
Prefiro o branco ao preto.

Rafael Büger Ruiz
Porto Alegre - RS

 

 

 

Raquel Martínez Martínez

 

 

QUERO SUCUMBIR
Raquel Martínez Martínez


Apaga já
este incêndio que me devora
nesta longo sesta
de domingo.
Este conspira no silêncio
de tua alcova
contra a minha matéria fraca,
que quer sucumbir
na tua poção sedutora.

Raquel Martínez Martínez
Montevídeo - Uruguay

 

 

 

Raymundo de Salles Brasil

 

 

COMO ME SINTO AOS OITENTA
Raymundo de Salles Brasil


Não sei como se sentem meus iguais,
Meus companheiros de longevidade,
Eu faço oitenta, e quando tenho paz,
Um sonho bom me invade.

De fazer muitas coisas sou capaz,
Não vai, no meu dizer, qualquer vaidade,
Porque de certa coisa que me apraz,
Não tenho mais vontade.

Sou muito grato a Deus, e sou feliz,
Nem tudo certamente é como eu quis,
Mas sei que é muito mais.

Ao meu merecimento muito excede,
Só mesmo por bondade Ele concede,
Pois Deus é bom, demais.

Raymundo de Salles Brasil
Salvador,
31/08/2013

 

 

 

Regina Coeli

 

 

A ÚLTIMA IMAGEM
Regina Coeli


Meu bom espelho, a linha do teu aço
Rimava imagens que por ti passavam;
Umas felizes mil sorrisos davam
Na generosidade do teu traço.

Outras perdidas, por perdido o passo,
Na métrica dos versos se quebravam
E em hino roto e triste elas entoavam
O mais sentido olhar, cansado e baço.

Testemunhaste uma ilusão perdida
E tudo aquilo que pintaste aí
Na tua aquarela que hoje é despedida.

Cais da parede em que viveste aqui
E em tua face a lágrima escorrida
É a minha imagem que morreu em ti.

Regina Coeli
Rio de Janeiro/RJ

 

 

 

Regina Mercia Sene Soares

 

 

BASTIDORES...
Regina Mercia Sene Soares


Escola da vida
Cenas são vividas
De um publico...
Que passa o tempo
Encenando peças
Que atravessa...
Os movimentos
Onde nascemos
Onde crescemos

Somos heróis
Ou algo atroz
Do mundo ingrato!

Será que essa platéia?
Vai descobrir...
Que somos nós mesmos
Os atores do teatro
Da vida por traz
Dos bastidores
Que muitas vezes...
Mostram-nos horrores
Será que um dia
Seremos aplaudidos...
Ou seremos expelidos
Por causa de tanto desamor!

Regina Mercia Sene Soares
12/08/2013

 

 

 

 

Livro de Visitas