FÉNIX

 

LOGOS Nº 8

MAIO 2014

 

 

 

Rosalina Lopes Pires Fialho

 
 

ETERNAMENTE EU E VOCÊ
Rosalina Lopes Pires Fialho


Venha, mostre seu lindo sorriso para mim,
É tão gostoso seu olhar me fitando assim.
Sinto um arrepio, o coração em descompasso;
Agora me aconchegue em seu abraço.

Chegue mais perto, assim bem de mansinho,
Sussurre em meu ouvido palavras de carinho.
Meu corpo se encaixa perfeitamente no seu;
Minha alma flutua, minha voz emudeceu.

Já não somos mais dois apaixonados,
Somos apenas um destino entrelaçado.
Interessa-nos o nosso momento a dois,
Já que não deixamos nada pra depois.

Em seu corpo realizo todos os meus desejos,
Noto cada detalhe com o toque de meus beijos.
Sua boca sedenta, seu cheiro, seu calor;
Faz-me esquecer do tempo, óh meu amor.

Em seus braços busco o aporte dos meus medos,
Pra você eu já contei todos os meus segredos;
Sentimentos tão puros, recheados de ternura;
Eternamente Eu e Você nos fizemos essas juras.

Rosalina Lopes Pires Fialho
Rio Claro - SP - Brasil

 
 

 

Rosane Bastos

 
 

SÊ FELIZ!
Rosane Bastos


Olha a vida com olhos otimistas,
principalmente,
se estás com problemas.
Imagina-te feliz, pleno.
Sinta-te satisfeito contigo mesmo.
Não penses no problema,
busca resolvê-lo.
Procura não te perturbar,
pois o que puder ser solucionado, será.
Não serão tuas noites
de sono perdidas,
ou a tua imensa tristeza
que resolverão os teus problemas.
Sê feliz! Ama-te!
Às vezes, entramos em desespero,
mas temos que buscar em nosso eu,
forças e coragem para lutarmos,
com altivez, porque o desespero
não soluciona problemas
e nem nos mostra soluções.
Acalma-te, tranqüiliza-te,
respira fundo e sê feliz.
Amanhã será outro dia e,
quem sabe, a chave da solução!
A vida adquire sabor especial,
quando encontramos a paz
e a harmonia dentro de nós.
Assim, não haverá o que possa vir
a nos abalar e nem nos perturbar,
já que haverá dentro de nós,
um mar calmo e gostoso, isto é,
um paraíso construído com muito amor.

Rosane Bastos
Porto Alegre - RS - Brasil

 
 

 

Rosangela Aparecida de Carvalho

 
 

MARIA
Rosangela Aparecida de Carvalho


O que está feito, não tem mais jeito,
não pode ser desfeito,
pois, quem pode arrancar de dentro do peito,
um sentimento tão grandemente a habitar?
Pode até não ser direito e ter defeito,
e ser suspeito,
mas, ninguém vai consegui me ludibriar,
pois, aqui dentro desse meu peito,
amor maior não haverá para se instalar.
Quem me ajudará a levar a vida assim, refeito,
sem despeito, sem defeito e tão perfeito?
Um substantivo próprio há para designar,
uma mulher cara nascida só para amar,
a chamada MARIA, MARIA do peito,
e como disse,
nada há de ser feito e nem desfeito,
para que MARIA eu deixe de amar.

Rosangela Aparecida de Carvalho
São Joaquim da Barra - Estado de São Paulo - Brasil
www.rosangelacarvalho.com.br

 
 

 

Roselaine Funari

 
 

É A TI QUE PROCURO
Roselaine Funari


Paz é a ti que procuro.
Por que te escondes do outro lado do muro?
Há paz na grama do vizinho.
A paz que não possuo, não posso, não piso.
A paz das pontes e dos potes de ouro.
A paz dos saltos nos sapatos de couro.
A paz das vigas, dos socos, dos concretos.
A paz da luxúria das mansões nos montes.
Paz é a ti que procuro.
Por que te vestes de escuro?
Qual breu do vestido, das noites em festa.
Estou cansado desta busca pelas tuas frestas.
Busca que me faz morada de coisas inúteis.
- Essa tal paz, nunca vi.
É por isso que não me encontras.
Estive sempre aqui.
Dentro de ti.

Roselaine Funari
Porto Alegre - RS - Brasil

 
 

 

Rosélia M G Martins

 
 

MÃE
Rosélia M G Martins


Os homens inventaram um
A que chamaram dia da mãe
Não para sentir a alegria
O amor a ternura
Que essa palavra contem
Hoje
Ah ! querida MÃE
Se os ouvisses ainda
Vendendo comprando
Arreliando numa guerra infinda
De preços de mercadoria
Para te dar
Para te ser uma filha
Para te mar
MÃE sabes quanto te amei
Quanto carinho tive por ti
E desse amor maternal
Eu ainda não esqueci
Hoje
Que partiste
Eu tão só te recordo
Em cada canto de minha casa
Em cada espaço da tua casa
Em cada passo que dou
Em quem cada dia que passa
Procurando ser o que sou
E que achavas tanta graça
Faço
Escrevo com amor e ternura
Pensando em ti
Em nossos momentos de ternura
E como gostavas do que escrevia
E tua boca sorria
MÃE
Estou só sem ti
Te recordo neste
E em qualquer dia
Para te sentir feliz
Lá no céu aonde moras
Vou passar um poema teu
Para limpares as lágrimas
Que ainda choras

Rosélia M G Martins
Lisboa - Portugal

 
 

 

Rozelene Furtado de Lima

 
 

MÃE POESIA
Rozelene Furtado de Lima


Além das fronteiras da percepção
Procurei o sopro divino da inspiração
Usar o tempo livre para imaginar
Rascunhar no tapete de papel e voar
Dar ouvido a voz interior e anotar
Sensações, falas sopradas ao vento
Denunciar libertando os sentimentos:
Amargura, tristeza, dor, amor e alegria
Alinhavados na bainha da mesma fantasia
Mas, a vida me envolveu e me ocupou.
Trocou meus planos e o tempo passou.
Conquistei um amor, filhos e casa... ganhei
Como profissional da família... dediquei
Livros esquecidos ficaram me aguardando
Vigilantes, papel e lápis me espreitando.
Segui juntando pedras em unidade
Passava o tempo e lavava a saudade
Esfregando a vida enxaguava a dor
Na água corrente perfumava o amor
Secava as gotas de lágrimas no chão
Palavras no varal letras de sabão
Emoções armazenadas na bacia
Até que reencontrei a mãe poesia
Mostrou-me que poeta não tem idade
Tem é determinação e muita vontade
Revi o sonho perdido dos braços da vida
Desvencilhei-me dos emaranhados da lida
Voltei a ler a sabedoria inserida nos versos
Espalhadas desde sempre por todo universo
Orquestradas no ritmo de idiomas e dialetos
Entre acentos, vírgulas e pontos eu borboleto
Palavras unidas na fonética dançam rimando,
Como sementes na boa terra vão brotando.
Expressores da emoção nos diversos temas
Que sejam eternalizados poetas e poemas!

Rozelene Furtado de Lima
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil

 
 

 

Ruth Farah

 
 

ABENÇOADA VISÃO
Ruth Farah


Conversando com o Senhor,
contemplava a sua imagem
quando, em êxtase e fervor,
surpreendeu-me uma miragem:

_Estás me achando bela?
(indagou-me com ternura,
realçando à luz da vela
os detalhes da escultura)
.
Eu era um toco largado
e a ninguém interessava.
Ser um dia aproveitado?
É o que não imaginava...

Até que um dia chegou
um homem muito esquisito
e de carro me levou
para um lugar bem bonito.

Pela risada gostosa,
mostrou-se bem satisfeito.
Não entendi sua prosa
nem me cortar de tal jeito.

Depois de muitas pancadas,
talhando como queria,
“mil e uma” pinceladas...
fez semblante de alegria.

Tal figura esculpida
por rudes mãos, sobre a mesa,
já com forma definida,
causou-me grande surpresa.

Pelo espelho pude ver:
cabelos até o ombro,
olhos, nariz... Quer saber?
Eu quase morri de assombro!...

Em vez do feio que eu era,
conheci, naquele instante,
a face divina sincera
de um amor contagiante,

O busto ficou perfeito!
Parecia envolto em luz,
que eu mesmo olhei com respeito
_ o Retrato de Jesus!

Despertei-me embevecida,
e esse sublime momento
marcou-me por toda a vida
gravado em meu pensamento.

Ao ensejo desse fato,
elevo a Deus minha prece:
“Que todo artista sensato
tenha a graça que merece!”

Ruth Farah
Cantagalo - RJ - Brasil

 
 
 

 

 

Livro de Visitas