FÉNIX

 

Edição Especial "Mulheres pela Paz" -  2017

 

  Adão Rodrigues -corrupio de mineirinhas

 
 
 

Dom Moysés Barbosa

 
 

MULHER DE PAZ
Dom Moysés Barbosa

Neste mundo’infelizmente não há PAZ
Os povos só querem cultivar a guerra.
Em meio a’ódio eu encontrei amor!
Peço união de todos, eu insisto,
E mesmo que não retorne’a PAZ da terra,
Eu já tenho’a PAZ do meu interior!

Não precisam perguntar, eu vou dizer
O nome desta PAZ que habita em mim,
Que está sempre comigo... não há prantos.
Dizem que é ficção – mas isso é real
Até posso tocá-la e ouvi-la... sim,
Tem a voz suave, e muitos encantos.

No Dia da Mulher... homenagearei
Em verso, prosa, até muitas canções,
que foram parar em rede social.
Minha esposa há mais de quarenta anos,
Sempre me dando maiores atenções,
E pra mim não há mulher que seja igual.

Esta PAZ chama-se Ivanir Barbosa,
E sempre ouço, de manhã... todo dia,
Que encontrei PAZ perfeita, certamente.
Isso me alegra... mundo conturbado,
Sem a presença dela... como seria?
Uma MULHER DE PAZ, vivo’alegremente.

Dom Moysés Barbosa
Brasil


Dom Moysés Barbosa é Poeta e Escritor e ainda Bispo Primaz com 50 anos de sacerdócio
Um Poeta que é Imortal de várias academias com distinções no Brasil e no Exterior

 
 
 

 Eda Carneiro da Rocha (Poeta Amor)

 
 

DIA DA MULHER!
Eda Carneiro da Rocha (Poeta Amor)

Dou-te graças,
Por seres apenas uma mulher.
Uma mulher que canta, chora
Se enaltece, escreve poemas e é Feliz!

Uma mulher
Que não prende as lágrimas da emoção,
Sem se importar com a razão!

Que te ama com todas as letras
Do seu coração, sem saber se está certa
Ou errada, mas te ama de montão!

Teu é este dia:
De mãe, avó, esposa,
Amada amante
Que te compreende sempre, mesmo
Quando não estás com razão!

Sou apenas uma mulher
Que viaja contigo
Com a capa do amor,
Passageira perene
De teus sonhos nos meus
De tua vida na minha.

Apenas uma Mulher
Nada mais sou!..

Eda Carneiro da Rocha "Poeta Amor”
São José dos Campos - SP - Brasil
www.albumpoeticoeda.com.br


Escrevo Poemas, Mensagens, Duetos e Cirandas.Para mim: "Poesia é o dom de se perpetuar e de dar Amor,
na forma de Lirismo, em que empregamos o coração em prol de nossa alma"

 
 
 

Editt Schimanoski de Jesus

 
 

MULHER
Editt Schimanoski de Jesus

Outrora vestido longo
Comprido e rodado
Espartilho tinindo...
Muito apertado!

Cintura bem marcada
Vivia enclausurada
Prendada, doméstica
Era apenas mãe e esposa.

Não estudava, nem votava
A negra estava na senzala
Era ama de leite, era punida
Com acoites e chicotadas!

Mas o tempo passou....
Espaços você conquistou
E muito eficiente se revelou.

Usa calças apertadas...
Desenhando as tuas curvas
Um dia bem guardadas.

Mini-saia te veste.....
Tomara que caia também
Dentro de um biquíni
Linda, à praia você vem...

Estudou e trabalhou....
O tempo perdido recuperou
Heroína, que a pílula liberou
Hoje preenche todos os espaços...

Parabéns mulher! Você triunfou!

Editt Schimanoski de Jesus
Agudo-RS-Brasil


Escrevo poesias desde 2007, para o Jornal regional Integração. Participo de várias Antologias “Logos” e edições da Revista eisFluências. Publiquei um livro de poesias que se chama: Poemas Quarta Colônia; Sou membro efetivo da (AVSPE); da Academia de arte e letras Condorcet Aranha de Restinga Seca-RS cadeira 25;do IN-Brasin-RS. Sou diretora cultural da microrregião de Restinga Seca-RS-Brasil.

 
 

 

Livro de Visitas