FÉNIX

 

Edição Especial "Mulheres pela Paz" -  2017

 

 Clevane Pessoa - Desenho 11434

 
 
 

 Elio Moreira

 
 

HOMENAGEM AO DIA DA MULHER
Oito de Março
MULHERES MODERNAS
Elio Moreira

A princípio, predominava a ignorância,
A mulher não tinha paz e também nenhum valor,
Vivia enclausurada chorando lágrimas amargas de dor
Brutalidade dos homens, que as usavam como bem entendiam
Trabalho e procriação, tratando-as como escravas sem o menor pudor.

De nada elas tinham direitos, como se fossem um animal inferior
E os homens, por mais inteligente que fossem nunca lembraram
Que foi de uma mulher que um dia sua própria vida principiou,
Pois ela com amor carinho em seu ventre abençoado lhe gerou
Também nunca se deram conta que, se tornaram grandes por que
Em seus caminhos havia uma mulher dedicada a lhes auxiliar.

O tempo a passar, elas quietinhas seguiam a vida, doando-se sem reclamar,
Mas como nada dura para sempre, e em nossa evolução as coisas
Tendem a cada dia melhorar, sem alarde ou extravagâncias
Do jugo cruel vieram a se libertar, sendo que hoje,
As mulheres, destino de países estão à liderar.

A liberdade vieram a conquistar, demonstrando acima
De muitos homens, milhões de vezes capacidade para pensar
Sem deixar que nenhum “brutamonte” novamente venha a lhes dominar.
Trabalham conscientes, mas ainda trazem em si a bela maneira de amar
Cuidando dos filhos e marido, amparando-os e sustentando seu próprio lar.

E quem seu amor vier a desejar, que tenha em seu íntimo a sinceridade
Sendo primordial para conquistá-las o respeito, a moral e a bondade,
Do contrário nossas livres mulheres os mandaram ligeirinhos a passear,
Pois elas já não precisam de uma sanguessuga para lhes explorar.

No dia internacional da mulher, a todas, parabéns quero enviar,
Sigam em frente, sem para traz olhar, o horizonte pertence a vocês,
Deus, de bondade infinita, estará energeticamente a lhes abençoar
Para que não percam jamais o brilho e a cândida ternura do olhar.

Que o carinho e o imenso amor que sinto possam lhes alcançar
Neste momento enternecido a escrever me aflora a emoção,
E é com ela que a todas eu envio um delicado e doce beijo
Bem no centro do Coração.

Elio Bittencourt Moreira - Elio Moreira
Torres – RS - Brasil


176 Livros Publicados - Cônsul Internacional do Movimento União Cultural.
Secretário geral da OPB \ Ordem dos poetas do Brasil

 
 
 

Eliza Gregio

 
 

A MINHA A SUA A NOSSA HISTÓRIA DE VIDA
Eliza Gregio

Nasce à mulher menina, sonha e brinca de ser mãe
Traz consigo a inocência natural de amar sem sentir dor
Uma vida vivida entre lagrimas sorrisos e muito amor.

Plantando o amor floresce a paz e espalmada entre dedos fortes
Como um presente de Deus, vem ela anunciado a perfeita criação
A mulher chora sorri sofre, levanta se abana e anda
Guerreira por natureza traz consigo a perseverança.

O tempo como um chicote que arde ao se olhar no espelho
Retrato da saudade? E a vida cumprindo seu ciclo vicioso!
Sua historia contada? Um novo horizonte desponta!

Uma busca incansável a procura de algo distante...
Jaz, não existe, nasce uma paz infinita
Resgata o que lhe resta entre retalhos bem costurados,
nasce o consolo e serenidade nos olhos.
O passado se cala,
O presente grita, e o futuro nasce com uma pontinha de esperança.

Eliza Gregio
S João da Boa Vista - Brasil

 
 
 

Eloah Westphalen Naschenweng

 
 

MULHER, MÃE E DOR
Eloah Westphalen Naschenweng

Sei de mulheres tristes, submissas, violentadas, mutiladas,
perseguidas e queimadas - sem espaço e sem vida.

Sei de mulheres sedentas, esfomeadas, desgastadas do tempo,
da dor, do medo, das amargas mágoas e das cicatrizes incuráveis.

Sei de mulheres, que como tantas carregam nos ombros
a herança sombria de Ser - alimentando-se de inquietudes,
desesperanças e lágrimas que calam fundo na alma e
deixam rastros na história.

Mas eu sei também, que estas mulheres no tempo, no espaço da vida,
escondem as dores, descoram as tristezas
para que no aconchego de seus braços possam transformar
o silêncio da alma em ternura, abrigo e acalanto para seus filhos.

Sei da sua acordada fé, sua tenacidade, resistência, sua doação,
sacrifício e a magia da doçura
que se faz leveza intensa e sempre maior.

Sei que suas mãos perpassam, confortam, agasalham
e transmitem no afago o afeto absoluto e pleno do amor,
que resiste e persiste no seu coração de Mãe.

Transcendência, dádiva generosa, catarse purificadora,
que faz da mulher e do seu amor,
o amparo único e insubstituível no coração dos filhos amados.

Eloah Westphalen Naschenweng
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
http://www.alemdosfragmentos24x7.blogspot.com.br


Presidente do Grupo de Poetas Livres, de Florianópolis
Professora, graduada em Tecnologia em Automação de Serviços Executivos. Funcionária Pública Estadual da Secretaria da Casa Civil, aposentada.Artista Plástica faz parte do Indicador Catarinense de Artes Plásticas e como escritora e poeta é Presidente do Grupo de Poetas Livres e Neo Acadêmica da Academia de Letras e Artes de Goiás e membro da LITERARTE /Associação Internacional de Escritores e Artistas, membro do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa e embaixadora da Divine Academie Française des Arts Letres e Culture.Tem 4 livros solos publicados e participou de 15 Antologias.

 
 

 

Livro de Visitas