FÉNIX

Edição Especial "Mulheres pela Paz"

  2018

Jaak Bosmans - POEMAGEM - Não basta conquistar A Paz

 

 

Ednaldo Florentino dos Santos

 
 

MULHER
Ednaldo Florentino dos Santos

A mulher, tem o caminho do amor'
E ela se leva por virtudes.
Pressentindo que aquele homem escolhido?
Ficará consigo, até depois da morte.

Mas, ela tem que se abrir'
Como fêmea, deusa e ninfa.
A mulher, tem o caminho do amor'
E ela se leva por virtudes.

Por isso, o homem, tem que oferecer;
O direito da fantasia, do fetiche"
Pela verdade, de vê-la mulher divina.
Menciono, isto com toda propriedade.
A mulher, tem o caminho do amor'

Ednaldo Florentino dos Santos
Jundiaí - São Paulo – Brasil

https://www.facebook.com/VivendoIntensamente574861835899307/
https://www.facebook.com/Vivendo-Intensamente-II-544050252376708/


Membro da Aval: Academia Virtual de Artes Literárias; Membro da AmcL: Academia Mundial De Cultura E Literatura . Membro da Associação dos Poetas del Mundo. Membro do Peapaz : Poetas e Escritores do Amor e da Paz. Membro da Casa dos Poetas e da Poesia. Membro do Movimento União Cultural – Cônsul Internacional .

 
 

 

Edvaldo Rosa

 
 

MULHER!
Edvaldo Rosa

Queria poder desvencilhar-me
de todas as amarras
e falar-lhe sem pesos e sem medidas,
pré concebidas ou herdadas
do meu caminhar por esta vida!
Não ter ante os olhos as visões
de mães extremadas,
nem no sangue a ferver,
impressões das amantes por mim amadas!
Nem pensar nas que desejei ardentemente
que me deixaram a ver navios, em minha jornada!
Queria desvencilhar-me daquelas figuras
majestosas e lindas,
que vestidas ou nuas, povoaram
e povoam meu imáginario...
E falar-lhe!
Quão mistériosa a sua sina,
quão enigmática a tua estrada?
És quem faz a própria vida,
pavimentando com sangue e suor e lágrimas,
a estrada pras suas caminhadas!
E cada pedra que ofertas ao seu próximo passo,
retiras de dentro de si, mágico espaço, para poder seguir!
Será que algum homem já se deu conta
das cousas que tu abarcas em si?
Das outras que lanças mão pra que sejas feliz?
E que rejeitas em nome de nossa felicidade?
Mulher, pequena palavra, multiplos significados...
Sei que em todas as tuas formas,
estás plenamente em mim...
E se isso me conforta,
também me causa estranheza!
Pelo tudo que apresenta,
pelo tudo, o muito em si a se descobrir!
Dois milênios é pouco tempo para concluir esta tarefa...
Outros dois ainda precisarão vir?

-Feliz dia da Mulher para todas vocês Mulheres do Mundo!

Edvaldo Rosa
São Paulo - Brasil
www.sacpaixao.net


Edvaldo Rosa, Poeta e Escritor de São Paulo, São Paulo, Brasil, com o www.sacpaixao.net , como site oficial de divulgação de Cultura e Literatura brasileira e na www.revistadigitalplenaidade.com, com uma seção de crônicas e outra de divulgação de livros.
Membro acadêmico de diversas academias de literatura no Brasil e Exterior.
Três livros solos, mais de quarenta participações em antologias, no Brasil e Exterior, com destaque em Portugal, França, Angola, e uma co-autoria com o Poeta e escritor Roberto Ferrari, “Dueto para o amor” lançado na Bienal do Livro de São Paulo de 2016.
E presença no II CD de Poesias Brasileiras – 2016, dentro do Projeto de Intercâmbio Cultural – UFPB, coordenado por Josenice Alcoforado de Mendonça.

 
 

 

Eliamar Cavallero

 
 

BONEQUINHA SÍRIA
Eliamar Cavallero

Menininha síria, mulher de tenra idade
Com tuas frágeis mãozinhas
Poupas tua boneca
De ver tamanha atrocidade

Encoberta com pó da guerra e da afronta
Buscas um cantinho de paz
Onde possas ser criança
A brincar de faz de conta

Que tua terra seja livre e tua vida poupada
Que tua luta seja branda
E a paz seja contigo
Bonequinha abençoada

Eliamar Cavallero
Uberlândia - MG - Brasil


Professora de Inglês (residiu nos EUA de 1990 a 1997). Poetisa. Antologista. Autora de Sinopses e Orelhas. Agente Literária. Palestrante. Participante em Concursos Literários. Publicações recentes nas Antologias: Voci Italobrasiliane II - Comites SP (Editora In House); Por trás das folhagens (Assis Ed 2017), Brasil/Alemanha; Revista eisFluências 2017, Lisboa, Portugal; Conexão III - Feira do Poeta (Nogue Editora), Curitiba, PR; Sarau Brasil 2017 - CNNP (Vivara) - 18° Lugar. Colaboradora da Coluna Escreve Aí - Jornal Correio de Uberlândia. Participante do Sarau Gotas Poéticas (Assis Editora), Uberlândia, Brasil.

 
 

 

Elio Moreira

 
 

PANEGÍRICO da PAZ
Elio Moreira

PAZ, valor universal
Fundamento racional
E moral da sociedade.
A paz respeita a convivência
Orientando-se pelo bem comum,
Em uma congregação ordeira e pacífica.

A paz é uma obra de consciência coletiva
Democraticamente remove os obstáculos,
E a justiça constrói-se ao decorrer dos dias
No simples cumprimento de seus deveres.

A paz é para ser vivida como valor maior
No seio da família, na honra da comunidade,
Faz-se única na concórdia e no respeito,
Na própria identidade cultural autêntica
É fruto exemplar em beneficio da ordem
Garantindo o porvir da humanidade.

A paz repele a violência por não ser justa,
Pois ela destrói na pessoa a dignidade,
E não faz parte integral do homem
Sendo contrária a espiritualidade.

A violência destrói a vida, a coletividade,
Desintegra o imaginável e honestidades
Anulando as virtudes mais preciosas
Sobre o conceito de que seja real
A magnificência plena de liberdade.

Elio Bittencourt Moreira, IWA - Elio Moreira
Torres – RS - Brasil


Elio Moreira - Cônsul Internacional do Movimento União Cultural
Secretário geral da OPB \ Ordem dos poetas do Brasil

 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site