FÉNIX

Edição Especial "Mulheres pela Paz"

  2018

Lionizia Goyá - Anjo meu (pintura em óleo sobre tela)

 

 

Irene Mercedes Aguirre

 
 

A MANOS LLENAS
Irene Mercedes Aguirre

Así como la luna asciende majestuosa
para insuflar misterio en la noche que asoma,
aunque duerman los hombres, una nívea paloma
interroga señales que ausculta, presurosa.

Un acuerdo posible, una alianza en boceto,
una caricia ignota , gestos hacia los otros,
la certeza creciente que “ sin ti no hay nosotros”,
van hilando un tejido vigoroso y secreto.

En el tenso y dolido transcurrir de los días,
entre guerras y hambrunas, migraciones y penas,
se abren paso los seres que buscan armonías.

Se suman, poco a poco, liberan las cadenas
de las incomprensiones y abren cauce a las vías
hacia mundos soñados de Paz ¡a manos llenas!

(Para su livro "Paz en el Mundo")

Irene Mercedes Aguirre
Buenos Aires - Argentina


Poeta por el Humanismo y la Paz
Embajadora de Paz Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix, France/Suisse
Embajadora de Paz de Mil Milenios y Fundación PEA de Argentina
Presidente del Comité "Educando para la Paz", Asociación Nacional de la Alianza de Mesas redondas Panamericanas (reg. en OEA)

 
 

 

Irma Pereira Pontes Vasquez

 
 

MULHER
Irma Pereira Pontes Vasquez

“O Homem é um Templo. A mulher é o Sacrário.
O Homem está colocado onde termina a Terra.
A Mulher onde começa o Céu!” – Vitor Hugo

Nascer mulher
é presente de Deus,
ventre do universo
para a vida da Terra.

O próprio Deus,
ao enviar seu Filho
para semear o amor,
precisou da mulher.

Maria, a Virgem!
Mãe Maior!

Irma Pereira Pontes Vasquez
Atibaia - SP - Brasil


Irma Pereira Pontes Vasquez nasceu aos 05/12/1938 em Cerquilho (na época Cerquilho era Distrito da Comarca de Tietê) SP. Exerceu o cargo de professora, e diretora de escola. Após aposentada exerceu os cargos de professora do Curso Magistério nas disciplinas Didática e Filosofia da Educação em Tietê; Coordenadora Pedagógica do I. E. “Gertrudes Pires Alvim”, do Curso Anglo e Secretária Municipal de Educação e Cultura de Atibaia, anos 1991/1992. Participou da I e II Antologia Literária Atibaiense, em 2003 e 2004, organizadas pela Academia Literária Atibaiense. Editou o livro: “Retalhos de uma vida” em 2013. Organizou e editou três coletâneas de receitas culinárias, o primeiro da comunidade em geral (Receitas da mamãe), cuja renda foi revertida a Santa Casa local, o segundo (Cozinhando Sorrindo), renda revertida ao Grupo de Terceira Idade “Sempre Viva” e o terceiro (Com Sabor e com Amor), revertida ao Clube da Terceira Idade de Atibaia. É coordenadora do “Grupo Tarde Literária” do Clube da Terceira Idade de Atibaia que já editou nove antologias. Em 2016 foi homenageada no II Sarau Quatati pelo seu trabalho em prol da literatura atibaiense.

 
 

 

Isabel C S Vargas

 
 

MULHER, PROTAGONISMO, CIDADANIA E PAZ
Isabel C S Vargas

Ser iluminado por sua capacidade de gerar e conceber.
Ato sagrado de vida!
Produz memórias afetivas eternas.
Sua posição na família é determinante
Para o desenvolvimento saudável da prole.
Capaz de equilibrar, harmonizar a célula mater.
No ambiente extra família gera participação,
Solidariedade, integração entre as partes.
Sabe ser conciliadora em sua missão.
É plural em seu desempenho diário.
Congrega família, profissão, lazer, igreja, comunidade.
Aglutina seres de diferentes pensamentos, vocações, temperamento.
Sabe ser agregadora por sua natureza pacificadora.
É filha, irmã, neta, esposa, mãe, conselheira, profissional.
A sociedade avançou e reconhece seus atributos.
Em muitos lugares do mundo, ainda luta pelos direitos básicos,
Por espaço, aceitação como pessoa humana.
Enquanto houver essa situação de menos valia,
É dever de todas as mulheres do planeta se unirem
Em busca do reconhecimento destas mulheres.
Só através da dignidade, exercício pleno de cidadania
É possível alcançar a PAZ.

Isabel C S Vargas
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
http://www.icsvargas3.blogspot.com.br/
BLOG : SEGUINDO EM FRENTE

 
 

 

Isabel Furini

 
 

CAMINHOS
Isabel Furini

Eu nada sei de arquitetura
nem da construção de um labirinto

mas como a flor de lótus ao cair o Sol
quando o dia está extinto
procuro me isolar na caverna da mente
(nessa caverna existem diferentes labirintos)

eu afasto a paixão voraz
e ando lentamente entre ideais, emoções
sonhos e lembranças
procurando o templo da Paz.

Isabel Furini - da Argentina
em Curitiba - PR - Brasil


Isabel Furini é escritora, poeta, palestrante e educadora, coeditora da Revista Virtual Carlos Zemek de Arte e Poesia; Seus poemas foram premiados no Brasil, Espanha e Portugal; é autora dos livros de poemas “Os Corvos de Van Gogh” Edit. Instituto Memória, Curitiba, 2013 e “,,, e outros silêncios” Edit. Virtual Book, 2012; membro da Academia de Letras do Brasil/ Araraquara, em 2015; criadora e organizadora do Concurso Internacional Poetizar o Mundo (na 10º edição); Foi nomeada Embajadora de la Palabra pela Fundação Cesar Egido Serrano (Espanha), em 2015; Embajadora de la Rima Jatobé, Espanha, em 2015; recebeu Comenda Ordem de Figueiró e foi nomeada Embaixadora Internacional e Imortal da Poesia pela Academia Virtual de Letras, Artes e Cultura do Brasil, em 2015.

 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site