FÉNIX

Edição Especial "Mulheres pela Paz"

  2018

Maria João Brito de Sousa - Gestação Floral

 

 

Jereh Muniz

 
 

ROGO A PAZ
Jereh Muniz

Flores e frutos irmãos,
São mãos e braços que regam,
Esperança à sua missão,
Quem canta acordes de Paz,
Liberta sua canção,
Livre é o pássaro...
Qual cárcere rompido,
Que não nos falte perdão,
Rogo à porta de Deus.

Que não nos atinjam
Vozes espinhosas,
Antiquadas, equivocadas,
As celeumas desumanas,
Desordens ditando alceadas,
Seus holocaustos, navios
Negreiros e agruras mil.
Falsificando homens,
Com falsas vangloriam...
Sem direito a calma retiram,
Em revir às malditas histórias.
Tudo o que quero é ouvir
O canto do pássaro...
Entoar...
Canto decente aos contos,
Ao colorado das almas sãs...
Pousar...
Onde pajeiam descendentes,
Qual a disciplina e harmonia,
Os inocentes possam rir,
Trabalhar, estudar, descansar.

Rogo à porta de Deus,
Que não nos falte perdão,
Qual cárcere rompido,
Livre é o pássaro...
Liberta sua canção,
Quem canta acordes de Paz,
Esperança à sua missão,
São mãos e braços que regam,
Flores e frutos irmãos.

Jereh Muniz
Itatiba, São Paulo, Brasil


Jereh Muniz, pseudônimo de Jeremias Muniz Câncio.
Colaborador de trabalhos escolares a amigos dado a sua facilidade de montar texto sob titulo. A Poesia fez-se sempre necessário em muitos momentos de sua vida desde adolescente, quando surgiu seu primeiro poema.

 
 

 

João Alberto de Faria e Araújo

 
 

BRADOS!
João Alberto de Faria e Araújo

tropel de passos
vozes indistintas
nos peitos agonias
corações marcados
destroçados
nos braços faixas
pretas
nas bocas palavras
inflames
veementes
apesar das dores
as últimas forças gritavam
paz!
ao longo da via
transeuntes passavam
seguiam apenas
suas dores não doíam
tanto
não choravam
entes queridos
varados de balas
endereçadas
perdidas
nem sofriam
os vazios
abraços
lamentos
coro de preces
nas areias cruzes
silêncio
ao largo crianças
riam
cantavam
corriam
brincavam em paz
a paz
que se queria!

João Alberto de Faria e Araújo
Joinville/Santa Catarina/ Brasil


João Alberto de Faria e Araújo é Comunicólogo, Bacharel em Relações Públicas pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro. Pós-graduado em Mediação e Arbitragem pela Univille/SC. Capacitado pelo IMAB em Mediação Empresarial, Familiar e Escolar. Especialista da área de Recursos Humanos onde trabalhou por mais de 20 anos. Poeta e escritor premiado em concursos literários nacionais e de abrangência internacional. Tem obras publicadas em diversas antologias, blogs, jornais e revistas no Brasil e no exterior. Atua, também, como mediador, conciliador e árbitro na Câmara de Mediação e Arbitragem de Joinville sendo um dos seus fundadores. É membro da SBPA – Sociedade Brasileira dos Poetas Aldravianistas.
Curta a minha Fan Page - https://www.facebook.com/entreletraselivros
Conheça as minhas obras - http://www.flipsnack.com/968B8AFEFB5/

 
 

 

João Coelho dos Santos

 
 

MULHER
João Coelho dos Santos

Mulher é encantadora
Quando solta sua voz acariciadora
Ou derrama lágrimas doridas, salgadas.
Cada braço seu é asa protetora.

Ora encanta com a alegria das flores,
Ora oculta lastro de tristeza na voz.
Tem feitiço cruel, sedução e encanto.

Mesmo que atordoada, segura o leme
E afoga o pranto.
Qual naufrágio passam as coisas e os instantes.

Mulher embala felicidade, derruba muros,
Constrói pontes reais ou de fantasia.

Imbatível e audaciosa, seu mundo
É encantado, enfeitiçado,
Pelo feitiço de seu encanto.

Cansaços e frustrações não afogam
O delírio de ser e de viver da mulher.

Tem esperança em qualquer espera
E, com meigo sorriso envolto
De oníricas melodias e melancolias,
Esparge carinho e desfolha o malmequer;
Voam pétalas nas ondas do vento.

Sabe que, por vezes é pesada
E dura a mão do destino.

Coragem, não descreias,
Continua a lutar!

Afasta o cansaço da vida,
Não feches a janela ao sonho,
Mesmo na desarmonia do silêncio.
Tu, és fonte de vida.
Tu, és Mulher.

(do livro FINITO INFINITO a ser lançado em Março 2017)

João Coelho dos Santos, Prof Dr
Lisboa - Portugal


Nasceu em Lourosa, Santa Maria da Feira, a 14 de Agosto de 1939. Estudou no Colégio “O Académico”, no Liceu Camões e na Faculdade de Direito de Lisboa. Foi, durante quase vinte e dois anos, Secretário-Geral do ACP - Automóvel Club de Portugal e Vereador na Câmara Municipal de Lisboa durante dois mandatos, membro do Instituto Nacional de Qualidade, do Conselho Geral da Publicidade, membro dos corpos sociais da F.F.A.K. – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e da F.P.C.C. – Federação Portuguesa de Campismo e Caravanismo, Juiz do Tribunal de Menores. Tem ainda o curso de Formação Pedagógica de Formadores.
Colaborou em dois livros das Seleções do Reader’s Digest. Foi voluntário em diversas instituições: Secretário – Geral dos Amigos da Rádio Renascença, da Liga Portuguesa dos Deficientes Motores, da Comunidade Vida e Paz. É Cavaleiro da Real Confraria de São Teotónio, membro da Confraria do Apóstolo de Santiago, da Sociedade de Geografia de Lisboa, da A.L.A. – Academia das Letras e das Artes, da SPA, Sociedade Portuguesa de Autores, da Academia Ex-Líbris, da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, da A. P. P. – Associação Portuguesa de Poetas e de várias outras em Portugal e no Brasil. Leciona como professor convidado, em regime de voluntariado, desde 2002 na ULTI – Universidade de Lisboa para a Terceira Idade as disciplinas de Teatro / Jograis, A Arte de Comunicar e História e Poesia de PortugalTem publicados (até Novembro de 2017) trinta e oito livros (poesia, teatro, biografias históricas e didáticos). Alguns prefaciadores: Nuno Kruss Abecasis, Jorge Sampaio, Maria Barroso, Ana Maria Caetano, Manuela Eanes, Nicolau Breyner, Paulo Portas, Marcelo Rebelo de Sousa, Mário Cordeiro.

 
 

 

Joaquim Marques

 
 

A MULHER É CAPAZ
Joaquim Marques

Quem melhor que a mulher
para fazer a concórdia
entre a Guerra e a Paz,
se ela de tudo é capaz?!...

Para quê tanto desentendimento
que apenas provoca dor, sofrimento,
e morte?

O desalento é total
e o egoismo das pessoas é real
no que diz respeito à soberba
pelo vil metal...

Há homens que pensam mas não convencem!...
Pensem vocês, mulheres!
E, de uma maneira mais delicada,
devolvam ao Mundo a Paz
por todos tão desejada!...

Mulheres!
Sei que muitas de vós serão capaz!
Façam aquilo que os homens não fazem
Conquistem vocês a Paz!

Joaquim Marques
Gaia - Porto - Portugal

 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site