FÉNIX

Edição Especial "Mulheres pela Paz"

  2018

Nequitz Miguel - Em busca do Sonho

 

 

Luciane Malachias de Oliveira

 
 

A PAZ DO SER
Luciane Malachias de Oliveira


Hoje o dia veio pisando leve. Dia manso. Cauteloso.
A passarada não barulhou. Nada de converseira, só sussurro doce. Ressabiei.
Busquei as flores, aquela festa em cores, sempre tão intensas... Mas hoje não.
Hoje só se acarinhavam, quietinhas. Nada de dança ao vento, como costumam fazer por essas horas.
A água se esticava em passinhos de criança, fazendo barulhinho calmo.
O vento não corria. Amansava.
O mato dava pequenos estalidos de brotação.
Bichinhos rolavam colocando as perninhas para cima e a barriga ao sol. Ali ficavam em êxtase.
Os bichos grandes mascavam, lentamente. Não era instante de engolir.
O café cheirô. O pão dourô. Ficaram os dois no aguardo, lado a lado, competindo em frescuras.
E eu queria entender. Parece retrato. Não... Parece espera. Não... Parece propósito.
Essas coisinhas da natureza sabem.
É hora de acalmar as dores, atinei.
“Esse sussurro é só procê entrar no aconchego do dia. As bonitezas te esperam tranquilas.”
As coisinhas da natureza sabem sim. Sabem que nem sempre é preciso explosão.
Das vezes, só deixar ser já tá bom.

Luciane Malachias de Oliveira
Águas de Lindóia - SP - Brasil


Nasci na cidade de Sorocaba – SP, Brasil, em março de 1972. Mudei-me para Águas de Lindóia no início de 1982, onde resido até os dias de hoje.Formei-me no magistério e ministrei aulas para a Educação Infantil, séries iniciais do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos até 2005. A partir de então passei a atuar como supervisor de ensino.
Sempre gostei de desenhar, ler e escrever, mas durante minha adolescência foquei-me mais na escrita. Produzi algumas poesias e cheguei a me aventurar em concursos.Porém, ao terminar o magistério e ingressar no maravilhoso mundo das salas de aula, acabei por abandonar a escrita e os desenhos.Somente entre 2014 e 2015 retomei o exercício da escrita e os desenhos, arriscando-me no manuseio do carvão, material que não havia usado até então.Tanto na escrita quanto nos desenhos, inspira-me a natureza de Águas de Lindóia para produzi-los. São as curvas das montanhas e a leveza da água que me trazem quase que uma necessidade de utilizar poucos traços e palavras que tragam sonoridade.Este é o caminho que venho percorrendo, no processo de reconquista da minha forma de expressão.Não possuo qualquer formação técnica, apenas o desejo de que tudo seja simples e belo.

 
 

 

Luís Nhazilo

 
 

PAZ
Luís Nhazilo

Levo-me tão leve na lembrança,
sustentando os braços entre
o sorriso e a fé.
O mundo,
ave,
saudade
e a lágrima se arregalando,
rara como se pairasse
barbas da vitória.
Assim acordamos já um
na alma de todos,
cantamos sem nuvens
que nos canse
a língua,
o sexo,
o brilho
e a paz.

Luís Nhazilo
Maputo - Moçambique


Luís Francisco Nhazilo,nasceu a 09 de Janeiro de 1997,na machava-bedene(matola),província de Maputo.É um escritor,poeta-declamador e compositor moçambicano.Começou a ter interesse pela literatura e as restantes artes em 2013,mas só em 2015 explorou publicamente sua arte de escrever,compor e declamar.Os seus textos(crónicas,poemas,contos... etc.)tem sido divulgado nas redes sociais[(como é no caso de facebook,blogues,whatsapp(através de áudios) entre outras)],até então sem alguma obra publicada.É membro da associação universos, da modaskavalo e também é membro da academia virtual dos poetas da língua portuguesa tendo como patrono,Calane da Silva.

 
 

 

Luiz Carlos Rodrigues da Silva

 
 

PARA UMA MULHER ESPECIAL, NATIVIDADE!
Luiz Carlos Rodrigues da Silva

Todas as mulheres são belas...
Entre elas, és a mais bela!
Todas as mulheres são encantadoras...
Você encantou a minha existência!
Todas as mulheres estampam a beleza no rosto...
Você fez da minha vida uma beleza eterna!
Todas as mulheres fazem ecoar uma belíssima voz...
A tua se confunde com uma melodia angelical!
Todas as mulheres conversam sobre o amor,
Você é o amor encarnado!
Todas as mulheres lutam pela vida...
És uma expert na arte de viver!
Todas as mulheres enxugam lágrimas...
Você consegue compreender a origem delas!
Todas as mulheres são maravilhosas...
Você é a doçura por excelência!
Todas as mulheres têm iniciativa...
Você é a ação do mistério maternal!
Todas as mulheres são valiosas...
Você é a minha pérola mais requintada!

Luiz Carlos Rodrigues da Silva, Prof. Dr.
Barra do Corda - Brasil


Nasceu em Caxias (MA), em 18 de maio de 1962. Mestrado em Ciências da Educação. Membro da National Geographic Society; Pert. à Associação Nacional de História – ANPUH a partir de março de 2015, originalmente Associação Nacional dos Professores Universitários de História, à Associação Nacional de Escritores.

 
 

 

Luiz Gilberto de Barros - Luiz Poeta

 
 

FALANDO DE MULHER
Luiz Gilberto de Barros - Luiz Poeta

Como é difícil falar deste ser maravilhoso
sublime, misterioso, denominado mulher...
Como é difícil calar um verso impetuoso,
de um poeta habilidoso que no fundo sempre a quer...

Meu Deus, como é complicado riscar um verso discreto
que fale esse dialeto dos homens, pobres mortais,
um verso bem inspirado que diga o que a gente sente,
por elas... que incompetentes que somos, que animais!

A mulher é tão completa, sonhadora... realista...
Que nós, os especialistas, delas não sabemos nada,
E não basta ser poeta, ser homem ou ser amante
deste ser apaixonante, desta musa tão amada...

Para entender cada gesto ou ímpeto ou devaneio...
Quem não precisa de um seio para se tornar menino?
Somos seres tão modestos diante desses monumentos
Nunca estamos desatentos ao talento feminino.

A mulher é tão divina e o homem é tão carente...
Meu Deus, como é atraente falar de uma mulher:
Inteligente, sensível, talentosa, companheira,
Eu daria a vida inteira para tê-la... quem não quer?

Mas tê-la inteiramente: no espírito, em pensamento...
Em todo e qualquer momento e... na cama, por que não?
Afinal, o coração de um homem só é completo
Quando este ser predileto habita seu coração.

Luiz Gilberto de Barros – Luiz Poeta
Rio de Janeiro - Brasil
www.luizpoeta.com.br


Luiz Poeta – o carioca e acadêmico Luiz Gilberto de Barros é Professor de Literatura Brasileira e Portuguesa, cronista, contista, ensaísta, revisor, prefaciador, poeta, trovador, aldravianista, produtor musical, compositor e artista plástico, possui uma extensa obra literária editada e publicada em línguas portuguesa, espanhola, italiana, inglesa e francesa, formatadas, editadas e impressas em livros, antologias, e-books, CDs, DVDs e afins, sendo detentor de diversos prêmios literários nacionais e internacionais como produtor de artes lusófonas e afins, sendo ainda Embaixador, Comendador, Chanceler, Delegado, Oficial, Honoris Causa, Acadêmico Efetivo, Fundador, Honorário e Correspondente de Diversas Entidades Acadêmicas nacionais e internacionais.(Poema premiado em 2012 pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro – Brasil)

 
 
 
 

 Flag Counter

Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site