Abril de 2017

Ano VII - Número XLVl

 

 

Leunira Batista

 
 

ÁVIDA ESPEERANÇA
Leunira Batista

A beleza está contida
Na embarcação da cobiça
Navega em água florida
Sobe e desce na árvore vida
Vê sonhos afogar a partida.

Sombra promove o descanso
Retrata o corpo inteiro
Na audácia do olhar
O Universo sente o cheiro
Da alma silente a brilhar.

A poética viaja com o espírito
E o caminho criativo alcança
Leva junto o coração
Lá no rio da esperança
Dá vida a inspiração.

Leunira Batista
Nossa Sra. da Glória - SE - Brasil


Leunira Batista Santos Sousa, nasceu em Nossa Sra. da Glória, SE, Brasil, onde ainda hoje reside. Escritora, poetisa e jornalista. Graduada em Letras Português/Espanhol. De Professora Educadora a Auditora de Tributos da SEFAZ (SE), aposentada. Coautora do livro Nossa Sra. da Glória e sua História (1978). Em 2013 começou a publicar os seus textos. Integra 16 Antologias com poesias. Lançou o livro O Espelho da Felicidade. Tem artigos e poesias em Revistas. Membro Fundadora da Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano (ALAS) e Membro Efetivo da Academia Gloriense de Letras (AGL).

 
 

 

Libia Beatriz Carciofetti

 
 

LUNA DE MUJER
Libia Beatriz Carciofetti

Luna de mujer que rodea la nube...
de la indiferencia que nadie comprende...
Es cuna del hombre que no la defiende,
muy por el contrario...en furor se enciende.
No importa mujer si nadie te valora...
hay un Dios en los cielos que piedad implora...
La justicia es divina y no tendrá piedad
de los arrepentidos que sobre tu tumba lloran......

Libia Beatriz Carciofetti
Santiago del Estero - Argentina
https://www.facebook.com/libiabeatriz.carciofetti

 

 

Ligia Tomarchio

 
 

PASSADO PRESENTE
Ligia Tomarchio

O amanhã sou eu:
paira em meu peito a dor
dúvida, renúncia, calúnia.

Através de espelhos mentirosos
sinto o pulsar
gestos lentos nascendo
arrancados das entranhas
que sufocavam, matavam.

Morri e matei
a esperança da maternidade.

Cruéis profissionais brancos
me colocaram no fundo do poço
e a ela, numa caixa de vidro.

Agulhas a espetam
apunhalam meu coração
sou perdão e maldição
ao arrancar a máscara
do oxigênio vital.

Renúncia por não poder tocar
culpa por não acariciar.

Cabe agora recompor
tanta tortura vã
presenteada pela vida.

Ligi@Tomarchio®
São Paulo - SP - Brasil
www.ligia.tomarchio.nom.br

 

 

Lilian Rose Marques da Rocha

 
 

CONSCIENTE
Lilian Rose Marques da Rocha

Já cantei
Melodias
Inspiradas
Em teu olhar
De reprovação.
Já dancei
Ritmos
Descompassados
Na batida
Cega
Da nossa paixão.
Chorei prantos
Senti vergonha
Da minha situação.
Hoje
Estou mais forte
Consciente
Que o Amor
Amadurece
Quando há sustentação
E desvanece
Quando há competição.

Lilian Rose Marques da Rocha
Porto Alegre- RS- Brasil


Farmacêutica-Bioquímica (UFRGS), Especialista em Homeopatia (ABH)
Poetisa, Musicista (Liceu Palestrina); Facilitadora Didata de Biodanza (IBF); Formação em Educação Biocêntrica (CDH/UB)

 

 

Lin Quintino

 
 

DÚVIDA
Lin Quintino

Com a dúvida
que me lê
percebo sermos, em breve,
apenas lembranças...

Nesta história incompleta
em que a boca te cala
esboço uma tentativa de compreender
o que me fala, ainda que sem palavras...

É lento o tempo que passa
em que desmoronam meus sonhos
e um corpo que não dorme em vigília
aprendendo a viver nas nervuras do silêncio...

Lindalva Silva Quintino - Lin Quintino
Belo Horizonte - MG - Brasil


Lin Quintino, mineira, escritora, poeta, professora e psicóloga. Academia das quais faz parte: ANLPPB- cadeira 99, ALPAS 21, sócia fundadora, cadeira 16; AMCL – cadeira 61; ALTO; ALMAS; ARTPOP; Academia de Letras Y Artes Valparaíso (Chile); Núcleo de Letras Y Artes de Buenos Aires; membro da OPB e da Associação Poemas à Flor da Pele.