JUNHO de 2018

Ano VIII - Número LII

 
 

JackMichel

 
 

DENTRO DO MOMENTO, ATRAVÉS DO ESCURO PENSAMENTO
JackMichel

Dentro do momento, através do escuro pensamento
um hirsuto gênio rasteja
combalido e absorto;
à margem,
cariando os mundos de contágio fácil,
reconhecendo vestígios, conchas, gestos...
enquanto cumprimenta seus companheiros cegos.

JackMichel
Belém - PA - Brasil


JackMichel é o primeiro grupo literário na história da literatura mundial, composto por duas escritoras: Jaqueline e Micheline Ramos. São irmãs e nasceram na cidade de Belém, Estado do Pará (Brasil). A autora publicou seu primeiro livro Arco-Jesus-Íris em 2015; em 2016 lançou as obras LSD Lua, 1 Anjo MacDermot, Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate e Ovo. Seus contos e poemas constam em antologias internacionais bilíngues.Participou do XXIX Salão Internacional do Livro de Turim 2016, I Salão do Livro de Lisboa 2016 e I Salão do Livro de Berlim 2016. Seu slogan é “A Escritora 2 Em 1”.

 
 

 

Jair Pedro de Sant’Anna

 
 

CONTRASTES
Jair Pedro de Sant’Anna

Quando chega o inverno,
Maravilhosa estação!
O frio que congela o leito
Bate forte no meu peito,
Aquecendo o coração.
O inverno é, para mim,
Uma canção de ninar.
É porque tenho agasalho,
Casa com assoalho
E cobertor para esquentar.
O fato é que no mundo existe
Muita gente que fica triste
Ao ver o inverno chegar.
Seja no campo ou na cidade,
Tem gente que passa frio,
Dependendo de caridade
E de algum gesto gentil.
Como esta vida é ingrata,
Tantos irmãos a sofrer!
O dinheiro nas mãos de poucos,
E tantos sem nada ter!
Se ao menos uma canção
Aliviasse as dores da alma!
Um bálsamo ao coração:
Solidariedade que acalma...
Mas nem uma mão amiga
Por piedade atenua
A dor de quem se abriga
Nos frios braços da rua,
Onde o cobertor é o jornal
E a companheira é a lua.
Pudera eu mudar a paisagem!
Fazer crescer justiça social.
Ninguém mais sofreria a passagem
Do rigoroso tempo hibernal!
Vem chegando o inverno,
Maravilhosa estação?
Para alguns, com certeza, sim!
Para muitos, sofrimento sem fim.

Jair Pedro de Sant’Anna
Presidente Getúlio – SC - Brasil


Jair Pedro de Sant’Anna - Nasceu em Presidente Getúlio – SC, no dia 29/06/1960. Iniciou seus estudos em 1967, na Escola Isolada de Ribeirão Sabiá, onde aprendeu as primeiras lições. Dentre elas, a que considera mais importante: respeitar as pessoas. Teve grandes e valorosos professores na sua formação acadêmica: Ensino Fundamental e Médio no Colégio Orlando Bertoli; Graduação em Pedagogia pela FURB - CAMPUS ITUPORANGA e Pós- Graduação em Gestão Escolar na UDESC. Inspirado no exemplo de seus mestres, ingressou na carreira do magistério, onde exerceu as seguintes funções:
1982 a 1985 – Professor de 1ª à 8ª série, na E.B. Walter Buss - Presidente Getúlio – SC;
1986 a 1992 – Professor primário – Escola Isolada Rio Caçador – Dona Emma – SC;
1993 a 1998 – Professor/Secretário da APAE e Professor de Língua Portuguesa e Literatura no Colégio Orlando Bertoli, ambos de Presidente Getúlio – SC;
1999/2000 – Diretor da E.B. Bernardo Müller - Presidente Getúlio – SC;
2001/2002 – Diretor da Escola de Educação Básica Cecília Ax – Presidente Getúlio – SC;
2003/2004 – Professor, séries iniciais na EEB Orlando Bertoli – Presidente Getúlio – SC;
2005 a 2015 – Diretor da EEB Cecília Ax – Presidente Getúlio – SC.
Aposentou-se em dezembro de 2015, por tempo de contribuição. Em 2016 trabalhou com o 5º Ano na EMEB Guilherme Rotermel e atualmente trabalha com alunos de inclusão na EMEB Tancredo Neves, ambas de Presidente Getúlio. É autor da letra do hino da EEB Cecília Ax e de poemas que fazem parte de antologias nacionais. Ocupa a cadeira número 09 da Academia de Letras do Brasil, Seccional de Presidente Getúlio
.

 
 

 

Jandyra Adami

 
 

DOCES LEMBRANÇAS
Jandyra Adami

Esta tarde foi tão linda que só pude pensar em ti.
Caminhei por ruas, que foram tão nossas,
A pracinha inesquecível, onde trocamos juras de amor.
Tudo permanece como antigamente,
assim como meu amor por ti...
Vendo-as assim tão perto, chego a sentir tua presença
Olho para os lados e nada encontro,
a não ser os pássaros que me espiam
descansando nos fios de luz...
As janelas, quase sempre fechadas por causa do vento.
Já em mim, é a brisa que mexe com o meu cabelo
como fazias antigamente.
Nunca vou te esquecer..Sabes bem disto...
Não esqueço porque não quero.
Que seria de minha vida sem as gratas recordações
de nosso passado lindo, de nosso amor,
nossos beijos que duravam tanto tempo
e eu quase ficava sufocada com teu ofegante respirar???...
De que valeria viver sem poder reviver estes sublimes momentos,
quando o amor era amor de verdade, não este troca troca que existe hoje...
Sei que estás longe de mim porque precisas, mas que teu amor,
tuas carícias, somente a mim pertencerão, mesmo que saias com outras,
para matar teu tempo, curtir a vida...
Eu não...Sou somente tua e esperarei até que voltes.
Os dias para mim serão sempre uma eterna espera.
E quando chegares, verás que ainda há marcas de teu corpo no meu
Nunca deixarei que alguém me toque pois, se amo a ti,
para que me distrair com outros homens?
Todas as noites penso em ti até adormecer...
É assim minha vida, cheia de paixão que a ti ofereci...

17-maio-2003

Jandyra Adami
Belo Horizonte - MG - Brasil
www.berju.uaivip.com.br


Jandyra Adami nasceu em Santa Rita do Sapucai-Minas Gerais-Brasil- Pertence à Academia de Letras,Ciências e Artes -ALCA- de lá- Auditora Fiscal da Receita Federal do Brasil- aposentada por doença grave- Mora em Belo Horizonte-Capital de Minas Gerais-Pertence a vários grupos de literatura no Brasil e Portugal (embora não se sinta escritora). Já publicou 6 livros, sendo os 2 últimos em benefício das casas carentes de sua cidade.

 
 

 

Jane Baruki Ferreira

 
 

SÃO JOÃO
Jane Baruki Ferreira


Meus queridos amigos.
Assim como na Páscoa falei sobre o sangue, hoje na Época João, gostaria de falar sobre a digestão. Sim, a digestão.
O fogo que queima e transforma os ácidos, açucares e sais minerais em energia vital, para que a sobra seja eliminada e devolvida para a natureza pelas fezes, urina e suor.
Quando este processo diminui, nosso organismo vai se impregnando e as doenças sendo geradas.
Esta fogueira que é a digestão libera a energia que atua num outro sistema do qual iremos falar na Época seguinte.
Assim como as bombinhas que estouramos nesta época, a queima de João, digestão quebra e estoura as moléculas dos alimentos liberando a energia vital.
Quando o funcionamento da nossa digestão está em harmonia, liberamos também a nossa Alma do: enfezamento, medo, sonolência, preguiça, ansiedade, etc...
Assim como os Balões que sobem e fascinam os homens nesta época, a nossa Alma liberta se expande e atinge a felicidade.
Caso contrário, seremos sempre escravos do fogo da paixão, pois o sistema calórico (digestão) é o gerador das nossas emoções.
Somente, controlando e equilibrando este fogo (digestão) através da boa alimentação e emoções, poderemos concretizar o que os Santos casamenteiros desta Época almejam e esperam que os homens o façam:
O casamento interior de si mesmo entre a própria Alma e Espírito, acompanhando assim, com consciência, seus próprios processos terra e espírito.
“Perfeito só Deus”
Todos, temos algum tipo de dependência; o importante é tomarmos consciência desta fragilidade D’Alma e mantê-la sob nosso controle.
Feliz Casamento,
Abençoada Festa Junina.


SÃO JOÃO

Deus te saúda João,
que pela água banha a alma,
dos homens que iniciam uma nova vida ,
através do fogo, queima e transforma
a matéria em energia vital.

Nesta época do ano,
nós temos que nos alegrar.
Pois tudo o que concentramos e elaboramos,
ao Cosmos, em forma de alegria deve voltar.

É o que acontece todos os anos,
na ladeira do porto em Corumbá.
Sou corumbaense e sinto muita satisfação,
em completar anos na linda noite de São João.

Jane Baruki Ferreira
São Paulo - SP - Brasil
www.janocca.blogspot.com.br


Psicóloga, Pedagoga e Professora aposentada. Artigos publicados na revista Special News, Ribeirão Preto e na revista Dimensão da UFMS.
Ministrou curso sobre Eurítmia na Alfabetização para profs. Estaduais em Portugal-2001
Menção Honrosa nos concursos: Poesias Encantadas: II,III,IV e V.
Antologias: A.L .de Fortaleza, A.L de Goiás, Homenagem à Ronald Golias, Lusófica (Portugal,Espanha e Africa), Ed.Litearte(Rio de Janeiro) , Florislégio da Esperança, e Passa na Praça (Corumbá) , Mato Grosso do Sul-40 anos.
Participação da Bienal-SP- 2013: Nossa Historia, Nossos Autores -Ed. Scortecci e Bienal -SP 2015: Celebra São Paulo,
Lançamento de livro no Quebra Torto: Festival da América do Sul, 2011.
Autora dos livros: “O Segredo da Aprendizagem” e “Prelúdio Para o Despertar”.